https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

Dois Ursos Brancos

 
Me sinto invencível
Talvez imortal
sou invisível
Com uma dor sem igual

Tão livre que posso voar
Um espírito muito capaz
Tão preso que mal posso pensar
Apenas um pobre rapaz.

Serei o dono do mundo
A alegria não caberia em um jumbo
uma tristeza sem fundo
para um pecador imundo.

Sou um jovem esperto
Tenho tudo a ganhar
Sobrevivo em um grande deserto
O abismo é o meu lar.

 
Autor
Cisero.Rovane
 
Texto
Data
Leituras
853
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
belarose
Publicado: 18/06/2012 01:23  Atualizado: 18/06/2012 01:23
Membro de honra
Usuário desde: 28/10/2010
Localidade:
Mensagens: 9026
 Re: Dois Ursos Brancos
Boa noite Cícero!

Muito lindo e sentido,parabéns!

beijos


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 18/06/2012 02:19  Atualizado: 18/06/2012 02:19
 Re: Dois Ursos Brancos
Muito bom teu texto!
E somos todos assim, duo.
Niki

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 18/06/2012 10:37  Atualizado: 18/06/2012 10:37
 Re: Dois Ursos Brancos
Parabéns por essa maravilha de poema, belo