https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

equinócio do meu outono ou espera tardia entre estações

 


e a chuva pinga
pinga a pinga
no meu outono molhado
arrastado
escorre me por entre os dedos
com que não agarrei
o jeito de me saciares no calor
do tempo dos frutos maduros
antes das folhas caídas
se voltearem no chão
esmaecidas pelo vento

espero agora o equinócio
antes de ver a neve e sentir frio
branco em dia cinzento


 
Autor
uersus
Autor
 
Texto
Data
Leituras
878
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
0
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.