https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

SEM DESTINO

 
Tags:  poema  
 
SEM DESTINO
 
SEM DESTINO
(Jairo Nunes Bezerra)

Flores jogadas no meio da rua,
Desabafo de quem perdeu um amor...
É uma realidade triste nua,
Exasperando uma ostentada flor!

E distante nos braços de outro vivente,
Sobrevive a tua almejada amante...
Isso mexe com a gente,
Tal um pássaro sem rumo em voo rasante!

E mais uma noite chega de repente,
E teus pensamentos vagueiam tal serpente,
Enroscada num vazio inexistente!

Falta algo à tua volta,
Dai o desespero causa de tua revolta,
Impulsionando-te a seguir em frente!


 
Autor
Jairo Nunes Bezerra
 
Texto
Data
Leituras
348
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.