https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

“Sem palavras...”

 
Tags:  poema    tristeza    palavras    soneto    encanto    emoções  
 
 “Sem palavras...”
 
Trago um poema farto de incertezas
Ressoando farpado e monótono canto
Cujas letras, isentas de qualquer leveza
Soam atravessadas, sem o menor encanto

Trago idéias em frases curtas, resumidas
Seguimento vão, que coisa alguma traduz
Emoções sangram, esgarçadas, sentidas
Sob a casca tênue de um verso que não seduz

Frases derribadas nos barrancos do soneto
Reverberando os ais que da alma transborda
Esquecidas em meio a um e outro terceto
Entre tantas rimas, que a poesia não acorda

Talvez amanhã, as palavras que não escrevi
Revelem a verdade, daquelas que não proferi

Glória Salles

-Registro na Biblioteca Nacional
-Ministério da Cultura
-E.D.A. —



Glória Salles

No meu cantinho...
Open in new window
 
Autor
GlóriaSalles
 
Texto
Data
Leituras
1255
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
7 pontos
7
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 09/10/2012 12:19  Atualizado: 09/10/2012 12:22
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29490
 Re: “Sem palavras...”
Seus poemas seus encantos, somente aplaudir, uma maravilha. Realmente sem palavrasOpen in new window


Enviado por Tópico
sisnando
Publicado: 09/10/2012 12:49  Atualizado: 09/10/2012 12:49
Colaborador
Usuário desde: 21/10/2008
Localidade: Fafe, Portugal
Mensagens: 759
 Re: “Sem palavras...”
E sempre um prazer despender raios de luz a ler-te!
Bj


Enviado por Tópico
cirodiverbena
Publicado: 10/10/2012 15:21  Atualizado: 10/10/2012 15:21
Da casa!
Usuário desde: 11/07/2008
Localidade: Votorantim - SP
Mensagens: 223
 Re: “Sem palavras...”
Belíssimo soneto,minha querida...
Ritmo e sintaxe perfeitos...
Bjs...Ciro!


Enviado por Tópico
JPAnunciação
Publicado: 25/02/2013 09:28  Atualizado: 25/02/2013 09:28
Luso de Ouro
Usuário desde: 18/06/2008
Localidade: Évora / Lisboa
Mensagens: 250
 Re: “Sem palavras...”
Cara Glória,
Que saudades de ler os seus poemas.
Este está fantástico e superior!

"Talvez amanhã, as palavras que não escrevi
Revelem a verdade, daquelas que não proferi"
Este final é tudo neste poema pelo que transporta nas suas palavras e é simplesmente magnífico.
Sem palavras!!!

Um beijo Grande,
JP