https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

A Louca Santa...Poetisa Aradia Fortunato.

 


A louca santa senhora das andorinhas
Prazer desmedido, alma do poente e crente
Num deus despido
Louca dos bardos e poetas e nobre trovoadas, cantores, sedosa deusa do riacho, alma e trovador
Tão louca estava ela sem tão doce amor
Demolida em seu coração, deusa do perdão
Como Isis a negra sem o seu amante fulgor
Fonte da sua loucura e amor
A louca Santa cantava aos ventos trovadores
A sua imensa dor, com véstia em fogo e ardor.
Sua loucura desmedida era amar sem vida
Um deus intocável, forte e foi a da salvação
Era a fonte do Unicórnio voador,
Ele levava a sua dor, em direcção aos deuses
Que morava em seu coração, fornalha da sua destruição
Fonte de loucura, fonte da louca santa
Crente no trovador, porque acreditava que aquele Elfo brilhante era seu amor.


 
Autor
Miladyaradia.
 
Texto
Data
Leituras
868
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
6
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
João Marino Delize
Publicado: 02/12/2012 12:09  Atualizado: 02/12/2012 12:09
Colaborador
Usuário desde: 29/01/2008
Localidade: Maringá-
Mensagens: 3109
 Re: A Louca Santa...Poetisa Aradia Fortunato.
Gostei muito do seu poema


Elfo é uma criatura mística da Mitologia Nórdica e Céltica, que aparece com frequência na literatura medieval européia.

Nesta mitologia os elfos chamam-se Alfs ou Alfr, também chamados de "elfos da luz" - Ljosalfr. São descritos como seres belos e luminosos, ou ainda seres semi-divinos, mágicos, semelhantes à imagem literária das fadas ou das ninfas. De fato, a palavra "Sol" na língua nórdica era Alfrothul, ou seja: o Raio Élfico; dizia-se que por isso seus raios seriam fatais a elfos e anões.

Eram divindades menores da natureza e da fertilidade. Os elfos são geralmente mostrados como jovens de grande beleza vivendo entre as florestas, sob a terra, em fontes e outros lugares naturais. Foram retratados como seres sensíveis, de longa vida ou imortalidade, com poderes mágicos, estreita ligação com a natureza e geralmente acompanhadas de ótimos arqueiros.


Abraços


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 02/12/2012 14:38  Atualizado: 02/12/2012 14:38
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29490
 Re: A Louca Santa...Poetisa Aradia Fortunato.
Ísis primogênita do deus da Terra, Geb, e da divindade que rege o Cosmos. Esse seu estilo de poema misticos, são impecáveis. ADORO

MARAVILHA


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 02/12/2012 15:00  Atualizado: 02/12/2012 15:00
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9716
 Re: A Louca Santa...Poetisa Aradia Fortunato.
Boa tarde Milady, sua personagem nesta simbiose matéria espírito se perde em suas profusões sentimentais, Parabéns pelo seu instigante poema, um grande abraço, MJ.