https://www.poetris.com/
 
Textos : 

CORPOS SEM AMORTECEDORES

 
.
Open in new window

Alexander Lataille




CORPOS SEM AMORTECEDORES


Essa insensatez é natural após às seis. O agora mancha camisas de batom e perfuma peles com memórias de flor e alguma exaustão. Não há arrependimento porque toda loucura há de ser perdoada. Você mergulha fundo no momento e nada naquela boca que vem fantasiando por tempo indeterminado: o campo é minado, mas é bom explodir a vida de vez em quando para variar.

O rito é rápido e sem grandes direitos depois das portas abertas. Vale a pena. Você bem sabe que vai levar pouco disso tudo. Não tem mãos para carregar mais do que o desejo te pensou. Algumas horas suaves e ferozes bastam. Depois é só dar um passo para dentro de si mesmo e seguir em frente.

Quando chega em casa, tudo está como você deixou. Você já esqueceu quase completamente o que houve. O que houve mesmo? Toma um banhozinho e desaba na cama um pouco cansado, um pouco cego e pensa calmamente: " se alguém falar alguma coisa, eu refuto, eu renego, eu nego".

Porém você e eu sabemos perfeitamente que algumas coisas nunca terminam quando terminam. Nada é tão simples assim mesmo quando o início já começou no fim. Então, caro mio, cuidado com a rota e a reta, os risos e as rosas, os sabores e os saberes. A gente nunca sai incólume dos delírios e dos nossos obscuros objetos de prazer. A vida está sempre esperando uma derrapada na curva: nem todos os corpos possuem amortecedores. Alguns acidentes de percurso podem ser insaciavelmente cruéis.


Karla Bardanza
 
Autor
Karla Bardanza
 
Texto
Data
Leituras
886
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
MaryFio
Publicado: 06/12/2012 02:22  Atualizado: 06/12/2012 02:22
Da casa!
Usuário desde: 28/09/2012
Localidade:
Mensagens: 479
 Re: CORPOS SEM AMORTECEDORES
Karla,
Quando voce escreve eu fico desenhando essas cenas na minha cabeca,
entrelacadas com o sentimento.
Verdades ditas e sentidas. Sim, eh bom explodir de vez em quando pra variar...
Mas o mais gososo, eh dar um passo para dentro de si mesmo e seguir em frente.
Mas a vinganca tambem serah terrivel nao eh? Vai que esse corpo nao tenha
amortecedor... (acho que voce esta ate torcendo para que nao tenha... ).

ADOREI! Gosto demais do entrelacar de suas palavras. Das metaforas. Da insinuacao.
Ate da falta de pena..rs
Beijos
~Mary~

Enviado por Tópico
MaryFio
Publicado: 06/12/2012 02:23  Atualizado: 06/12/2012 02:23
Da casa!
Usuário desde: 28/09/2012
Localidade:
Mensagens: 479
 Re: CORPOS SEM AMORTECEDORES
PS E esqueci de dizer que adoro as figuras que voce coloca com os textos.
Sempre perfeitas. Como essa.

Enviado por Tópico
fotograma
Publicado: 06/12/2012 03:00  Atualizado: 06/12/2012 03:00
Colaborador
Usuário desde: 16/10/2012
Localidade:
Mensagens: 1576
 Re: CORPOS SEM AMORTECEDORES
nem prosa poética? claramente é, e das boas...

abs

Enviado por Tópico
Carlos Ricardo
Publicado: 06/12/2012 23:52  Atualizado: 06/12/2012 23:52
Colaborador
Usuário desde: 28/12/2007
Localidade: Penafiel
Mensagens: 1947
 Re: CORPOS SEM AMORTECEDORES
Karla,

admiro imensamente esta escrita. É como se eu já tivesse pensado e sentido, mais na realidade do que em sonho, mas relembrado mais como sonho do que realidade, essa experiência e essa necessidade. «Depois é só dar um passo para dentro de si mesmo e seguir em frente.»
A autora tem talento e sabedoria de vida.
Bjos