https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

A LIRA DAS DIVINDADES SUICIDAS

 
Tags:  IDEÁRIO OBTUSO  
 


Por mais que seja
Exuberância e potestade,
A dinastia dos primatas luminares
É viação de alamedas dadaístas, kamikazes:

Os vergéis do progresso,
Que eclodem a torto e a direito
(marmoraria perfeita),
Menoscabam --- sem mesmo uma ponderação anêmica

Ou medo do espectro de vendita renhida, virulenta ---
A indômita pulsação de brisa como também cataclisma,
Emitida pela Guardiã-Mor da Esfera Azul-Celestina.

A bem da verdade,
Ao cabo do corrente carme,
Chego a uma conclusão tétrica, infame,
A balada atroz do azorrague:

Tudo acaba em ataúde, socavão
(caso não seja em cova rasa);
Nonada em procissão!

JESSSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA


ATENÇÃO: POEMAS SOB A ÉGIDE DA LEI DOS
DIREITOS AUTORAIS N°9.610/98

 
Autor
jessébarbosa31
 
Texto
Data
Leituras
361
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.