https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Veneno fatal

 
Veneno Fatal

como adrenalina pura
percorreu meu corpo
em um gélido caminho
embrulhando meu estômago
e dando-me aquela
tontura plena
do adeus definitivo
as pernas fracas
desmancharam-se no chão
como raízes mortas
e os braços soltos
pareciam por um momento sem destino
vomitei meus sonhos coloridos
na calçada da realidade
olhos mortos, rosto afogueado
mas levantei-me - impune!
seguindo sem olhar
para o passado

.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•`*´ Gabi


Open in new window


.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•`*´ Gabi.♥


 
Autor
GabrielaSal
 
Texto
Data
Leituras
1152
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Propoesia
Publicado: 20/01/2013 22:39  Atualizado: 20/01/2013 22:39
Luso de Ouro
Usuário desde: 14/11/2012
Localidade:
Mensagens: 352
 Re: Veneno fatal
A seguir, a seguir... em frente e de perto...

PP


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/01/2013 12:23  Atualizado: 22/01/2013 12:23
 Re: Veneno fatal
"as pernas fracas
desmancharam-se no chão
como raízes mortas
e os braços soltos
pareciam por um momento sem destino"


Uma construção muito inteligente, a imagem "linkada" de membros se desmanchando e sem um governo proprio e raizes mortas é muito interessante e traz a noção exata do vazio provocado pelo partir, pela separação.

Abraços - Pedro


Enviado por Tópico
apsferreira
Publicado: 28/01/2013 09:27  Atualizado: 28/01/2013 09:27
Colaborador
Usuário desde: 27/12/2009
Localidade: Ponta Delgada - Açôres - Portugal
Mensagens: 1614
 Re: Veneno fatal
Uma análise perfeita,
de um estado de espírito.
Gostei muito,