https://www.poetris.com/

 
(1) 2 »
Offline
GabrielaSal
Delírio
Delírio Se você pudesse ver você,como eu o vejo esse mar de ternura derramando de meus olho...
Enviado por GabrielaSal
em 18/10/2016 16:02:05
Offline
GabrielaSal
Infidelidade
Infidelidade pulou o muro alto as meias ainda na mão olhou dos lados o sereno molhava o rosto...
Enviado por GabrielaSal
em 28/09/2016 02:52:15
Offline
GabrielaSal
Nua
Nua nua de vontades vazia de sentimentos como uma casca fina uma folha a voar ao sabor do vento...
Enviado por GabrielaSal
em 14/09/2016 03:25:25
Offline
GabrielaSal
Engasgo
Engasgo As palavras não cabem na minha boca, nem no meu peito. Enroscam-se nos sentidos, como se...
Enviado por GabrielaSal
em 11/09/2016 00:55:14
Offline
GabrielaSal
Em seus a(braços)
Em seus a(braços) Quero seus braços enlaçados em meu corpo, assim, pele com pele, matando essa s...
Enviado por GabrielaSal
em 02/09/2016 03:28:02
Offline
GabrielaSal
Inevitável
Inevitável Meu coração batia tanto... a emoção tão em alta! Negar aquele sentimento e fazê-lo mu...
Enviado por GabrielaSal
em 29/07/2016 16:14:55
Offline
GabrielaSal
Surto
Surto Foi um gesto desmedido, , espontâneo, súbito, impensado. Um olhar despercebido que atraves...
Enviado por GabrielaSal
em 17/07/2016 21:14:25
Offline
GabrielaSal
Cerejas vermelhas maduras
Hoje comprei cerejas. Aquelas que faziam parte de nossas noites de bacanal. Trazem-me lembranças...
Enviado por GabrielaSal
em 14/07/2016 15:34:35
Offline
GabrielaSal
Niilista
Podia-se ver somente os olhos no negro buraco da noite.  Sentimento fleumático de liberdade plen...
Enviado por GabrielaSal
em 11/07/2016 21:00:44
Offline
GabrielaSal
Brasil do ponto de vista de Olivier Teboul
Estou postando este texto, pois achei muito interessante, e ri muito. Enxerguei-me em muitas dess...
Enviado por GabrielaSal
em 08/05/2013 02:13:00
Offline
GabrielaSal
Certas dores...
Andei sem rumo...aquela rua longa, comprida, que parecia não acabar mais... meus pés iam, iam, ia...
Enviado por GabrielaSal
em 29/04/2013 00:28:08
Offline
GabrielaSal
Encantamento
Encantamento olhando para o céu aquela tarde nossas mãos seguraram-se, apertando-se cheias de ce...
Enviado por GabrielaSal
em 17/04/2013 02:06:33
Offline
GabrielaSal
Impalpável
Impalpável dispersou o olhar fingindo-se de ausente levantando a mão , manicure perfeita olhou ...
Enviado por GabrielaSal
em 07/03/2013 02:26:29
Offline
GabrielaSal
Emergência
Emergência Canso-me de andar essas avenidas, sem dobrar esquinas, parece que meus passos vão s...
Enviado por GabrielaSal
em 03/03/2013 20:04:37
Offline
GabrielaSal
Temporais
Temporais se acaso olho distraída para dentro de mim ora vejo luzes ora vejo cinzas das luzes - ...
Enviado por GabrielaSal
em 18/02/2013 01:36:53
Offline
GabrielaSal
Sombras
Sombras sombras que caminham à noite em passos largos no meu quarto e acordam-me de madrugad...
Enviado por GabrielaSal
em 09/02/2013 01:54:04
Offline
GabrielaSal
Rompante
Rompante e veio aquela ânsia do absolutamente novo abriu as mãos e soltou no parapeito da janela...
Enviado por GabrielaSal
em 23/01/2013 02:29:02
Offline
GabrielaSal
Meio pânico
Meio pânico amargo gosto de vitória antes fosse perda quando o choro contínuo lava agora o meu ...
Enviado por GabrielaSal
em 21/01/2013 11:52:51
Offline
GabrielaSal
Veneno fatal
Veneno Fatal como adrenalina pura percorreu meu corpo em um gélido caminho embrulhando meu estôm...
Enviado por GabrielaSal
em 20/01/2013 22:32:20
Offline
GabrielaSal
Solidão
Solidão Ilude-se ao pensar que o mundo é seu toma os momentos em suas mãos e faz deles pontos i...
Enviado por GabrielaSal
em 19/01/2013 22:18:00
(1) 2 »