https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Etéreas

 

Etéreas nuvens

Fofas e leves nuvens correm pelos Céus,
são brancas esfarrapadas transparentes
mudando de forma a todo o momento
traçando figuras breves e inconscientes.

Deslizam, contrastam com o azul do Céu.
Atravessam-nas os raios do Sol ou da Lua
colorindo de tons dourados e solarengos
ou de suave prateado se ela aparece nua.

Refletem-se na ondulação mansa ou agitada do mar
cintilando como uma bela estrada prateada
aonde os poetas vão ouvir as sereias cantar.

Etéreas quais pombas , fogem apressadas
com luz ou em escuridão sabem o caminho,
correm o Mundo peregrinas e espirituadas.

Vólena.

 
Autor
Volena
Autor
 
Texto
Data
Leituras
959
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
4
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
JPAnunciação
Publicado: 20/02/2013 16:55  Atualizado: 20/02/2013 16:55
Luso de Ouro
Usuário desde: 18/06/2008
Localidade: Évora / Lisboa
Mensagens: 250
 Re: Etéreas
Cara Vólena,
"aonde os poetas vão ouvir as sereias cantar." Boa descrição do mar, onde as suas nuvens espenham, correndo por um caminho que sabem.
Saibam as nuvens fluir sempre assim como o seu poema.

Beijos,
JP


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/02/2013 19:00  Atualizado: 21/02/2013 19:00
 Re: Etéreas
eternas como a poesia
eternamente irei ouvir
as ondas do mar e a maresia
porque sinto a sua poesia
no meu sentir
(obrigado)