https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Pedreiro

 
Tags:  calor    trabalho    Construção    prédio  
 
Open in new window

Pedreiro.

Tu que labutas a fazer este prédio alto
E suas o dia todo pra ganhar o salário
Que vês os carros pequenos no asfalto
As vezes chegam a te chamar de otário

Mas com tua luta ganhas o pão diário
Sob o suor que corre nas tuas vestes
O seu ar é quente como um refratário
Condicionado às dificuldades terrestres

Tanto faz ser no verão ou no inverno
Trabalhas sem usares gravata ou terno
Pra fazer o progresso da grande cidade

Mas depois que o prédio já for habitado
Pra voltar ao local não serás convidado
E aí vão morar os figurões da sociedade.

jmd/Maringá, 24.02.13




verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
1276
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 24/02/2013 20:47  Atualizado: 24/02/2013 20:47
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Pedreiro
Gostei deste seu soneto
João.
A força do trabalho tão injustamente
reconhecida.
Vóny Ferreira