https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

“Assim sendo, gritei...”.

 
Tags:  poema    alma    silêncio    olhar    lençois    carícia    Lamber  
 
“Assim sendo, gritei...”.
 

Porque o silencio já não aquece a alma
E nas tramas das letras já não me acho
As linhas titubeantes já não são o tema
E absortas perdem-se no enredo do poema

Não quero rima nas letras entrelaçadas
Nem a caricia da trova que o verbo soletra
Quero a realidade autêntica da inteireza
Que do interior dos olhos se espalha no vento

Sacar do bolso da alma melodias sibiladas
Contracenando as cores do perfil do dia
Num voo, lamber do ser os cândidos lençóis
Pertencer-me assumindo todos os sismos

E ainda que o olhar ostente inquietação
Que a tez das palavras mostre-me inteira

Glória Salles

-Registro na Biblioteca Nacional
-Ministério da Cultura
-E.D.A. —


Glória Salles

No meu cantinho...
Open in new window
 
Autor
GlóriaSalles
 
Texto
Data
Leituras
1420
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
6
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
belarose
Publicado: 08/04/2013 00:24  Atualizado: 08/04/2013 00:24
Colaborador
Usuário desde: 28/10/2010
Localidade:
Mensagens: 9026
 Re: “Assim sendo, gritei...”.
Acho muito linda a sua poesia,vc. falando de silêncio e solidão é emocionante,parabéns pela linda poesia!

beijos

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 08/04/2013 00:46  Atualizado: 08/04/2013 00:46
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 17376
 Re: “Assim sendo, gritei...”.
Amiga Poetisa
Forte! Gostei!
Parabéns!
Beijos!
Janna

Enviado por Tópico
byClaudioCHS
Publicado: 08/04/2013 01:41  Atualizado: 08/04/2013 01:41
Participativo
Usuário desde: 17/09/2011
Localidade: São Paulo - Brazil
Mensagens: 34
 Re: “Assim sendo, gritei...”.
é... com certeza, poemas profundos são belos, mas, melhor que desabafar em poemas, é viver a felicidade real, ter a presença concreta de algo ou alguém que nos complete, preencha... e, na solidão, na inquietante ausência, o poeta transforma a dor em poemas, mas... após tempos longos, só poemas, poemas e poemas... tem hora que o coração não aguenta, pois persiste a solidão... e o coração grita: Não aguento mais! Chega de poemas! Sou um corpo físico, algo que o abstrato não preenche! Até quando vou compor, sem que mude o tema de solidão e ausência para poemas de felicidade e amor! Mas tenho me consolado apenas em poemas! Só poemas! Até quando viverei só de poemas? Não suporto mais compor! Preciso de amor! É... mas poeta (poetisa) é fogo... até para dizer que não suporta mais compor, o desabafo surge na forma de poema, de sublime poesia. Aliás, entre os mais belos poemas que já li. Um beijo respeitoso pra você.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 08/04/2013 12:00  Atualizado: 08/04/2013 12:00
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29490
 Re: “Assim sendo, gritei...”.
Os silencios das palavras, são como os ventos nos tocam. Um magico poema, lindooooo

Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 09/04/2013 01:58  Atualizado: 09/04/2013 01:58
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6744
 Re: “Assim sendo, gritei...”.
Mui belo e introspectivo, Glorinha!
Ás vezes o sussurro diz mais que o grito.
Gostei de ler-te!
bj

Enviado por Tópico
GlóriaSalles
Publicado: 09/04/2013 02:31  Atualizado: 09/04/2013 02:31
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2008
Localidade: Flórida Pta-SP
Mensagens: 2514
 Re: “Assim sendo, gritei...”.
Obrigada pelo carinho das palavras, queridos.
Senti saudades.
Linda noite!!
Open in new window