https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

As pedras e o caniçal

 
Quem passou à terra
Em nascente aurora
Sempre volta à berra
Sua saudade a chora

Terra Vila, terra Franca
Terra do meu Portugal
Cidade de bela tamanca
Xira é rosa e tem foral

Esta catraia é um traço
Belo rio, grande caudal
Por ela voa de roliço
Águia de pena real

Hoje tem um passadiço
Com vista descomunal
Por lá há olhar castiço
Visto d´um tempo leal

Se é tarde é um regalo
Se amanhece é arrozal
Do Tejo já nem vos falo
Só as pedras e o caniçal


Cristina Pinheiro Moita /Mim/

 
Autor
mim
Autor
 
Texto
Data
Leituras
458
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.