https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Pintarroxo

 
Pintarroxo

Um pássaro saltitando
de raminho em raminho
era lindo luzidio, as penas
de várias cores, brilhavam
que encanto de passarinho.
Fiquei queda, caladinha
para não o assustar!
Subiu a um remito mais alto
arregalou os olhitos
pôs-se de soslaio a olhar.
Com os meus lábios
quis imitar um gorjeio.
Ele ouviu, sacudiu a cabeça
como a dizer, que desgraça
mas que assobio tão feio.
Que fazer perante isto?
Calei-me, mas disposta
a esperar com paciência
Que aquele biquinho em cone,
me desse alguma resposta.
Então um alegre chilreio
rompe por aquele espaço fora.
repercutindo um trinado
lindo, afinado, melódico.
Eu afinei, fui-me embora.
O espertinho percebeu
E então, bateu a asa
Como se me desprezasse
espanejou-se e voou!
Humilhada, fui para casa.

Vólena

 
Autor
Volena
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1138
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 23/05/2013 22:46  Atualizado: 23/05/2013 22:46
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9238
 Re: Pintarroxo
Boa noite Volena, não é sempre que a gente consegue abrir um diálogo com estes bichinos encantadores.
Parabéns pelo seu envolvente poema, um grande abraço, MJ.


Enviado por Tópico
velhopescador
Publicado: 24/05/2013 13:04  Atualizado: 24/05/2013 13:04
Colaborador
Usuário desde: 01/03/2013
Localidade: Marília-SP Brasil
Mensagens: 1098
 Re: Pintarroxo
Olá, amiga Vólena

Não se abale! Não é fácil competir com especialistas!
Queria ver o passarinho fazer um daqueles bolinhos tão gostosos que a senhora faz para seus netos...
Creio que ele não conseguiria.

Grande abraço
><>