https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

DOR(MENTE) DE MÁ FÉ

 
Tags:  revolta    decepção    insanidade    ira    crueldade  
 

É incrível! Um ser nasce OBRIGADO a ser multifacetado e DESCOBRE que a sua VIDA foi posta na Terra SOMENTE para EXPERIMENTAR vestes... E para sofrer a MIRAGEM do espelho que mente, de ALBERGAR mundos e fundos debaixo do seu conceito acolhedor de AMIGO... e quando este menos espera... é apunhalado de FRENTE e VERSO com palavras que se AGRAFAM àquelas fardas outrora SUADAS de INGENUIDADE, de luta por uma EQUIPA, por um CRÊR e QUERER!

Dói SABER tudo e no fim de TUDO, saber apenas que NADA se sabe... como Sócrates (o Filósofo).
É monstruoso, não saber contar? Ou ESQUECER-SE que o mundo inteiro CONTA? Contam as palavras PENSADAS, as acções NUNCA feitas mas CONTAM, contam que eu saiba disso sem eu nunca ter PEDIDO para contarem as vezes que DEI DE MIM...
A mente, BLOQUEIA(-me), a decepção CHORA(-me) mas o corpo CICATRIZA!
O mundo... é realmente SURDO quando lê os lábios e CEGO quando ouve e se NEGA contra a sua PRÓPRIA memória sensorial.
Se percebo? Não... eu penso que não ENTENDO.
Porque no final O COMEÇO tropeça e a BALANÇA erguida por um corpo FEMININO de olhos VENDADOS irá debater este 'DIZ QUE DISSE' infinito. Mais ALÉM do que o espaço, MAIS vácuo do que o VAZIO é ver no final de um baile de MÁSCARAS os elásticos partidos e as 'PERSONAS' numa baldaria para uma NOVA TROCA.

Aqui... escrevo DORmente da MENTE que me submete à MÁ FÉ da vida que me castiga e limita NUM PROVADOR.

Que o vento atenue...
DOR(MENTE) DE MÁ FÉ...
...MENTE...
...(insana) má...
...(corpus) dormente...

haja FÉ!

O final? O sentido? O português de cada leitor decidirá





'Dum vita est pO3tica'

 
Autor
P03tiza
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1197
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
não-ser
Publicado: 12/09/2013 08:20  Atualizado: 12/09/2013 08:20
Participativo
Usuário desde: 08/09/2013
Localidade:
Mensagens: 17
 Re: DOR(MENTE) DE MÁ FÉ
Curiosa e especial a sua forma de aprisionar as palavras na sua inteligência emocional ou vice-versa.
Se existimos, por alguma razão é... acredito que isto aqui na terra seja o céu e o inferno juntos …
Teremos o livre arbítrio, de lutarmos para que seja cada vez mais céu, e só poderá acontecer, se cada um de nós, abrir o armário do coração e rasgar o egoísmo …
Quanto a dor , que a mente desmente e alma veste , efeitos colaterais , da sensibilidade sem crosta , que habita em você …
Não desista, doce anjo, se um dia fomos fragmentos de uma estrela, hoje somos actores, de uma natureza que nos convida a fazer parte dos milhares de milagres em simultâneo que acontece numa vida, com precisão temporal inimitável e única.

…(des) BLOQUEIA a mente , e CHORA(-te) por o corpo CICATRIZA, basta ouvir o sentimento que amortece o espírito e ficarás mais leve .

Um abraço .


Enviado por Tópico
martims
Publicado: 12/09/2013 12:03  Atualizado: 12/09/2013 12:03
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6797
 Re: DOR(MENTE) DE MÁ FÉ
A vida é tem suas fargilidades fazendo nossos sentidos buscar outros caminhos que as vezes se trornam atralhos muitos dificéis. O nosso viver é como os ventos passageiro. As vezestemos que se ocupar do silêncio para deixar nossos ser a se desbloquear de si mesmo. As palavras são o caminho para a sabedoria. Um belo poema Sabio

deixo meu abraço Martims