https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

Concordância

 
Tags:  vida    corpo    mente    sentido    concordância  
 
Viver em tempos de utopia,
O corpo alimenta-se, deliciosamente,
De consumismo e de ousadia
De tudo o que há de democracia e antidemocracia
E, quanto ao espírito, só este asfixia.

Se há coisa que sente,
De certo não é a mente.
Essa vagueia por aí, perdida
Procurando por um porto de vida.

Se há coisa que sente,
De certo que é o senso comum.
Os cincos sentidos unem-se
Presenteando ilegais prazeres ao corpo e à alma
Tão cheios de sentidos, cheios de cor.
De intenso calor,
De belas fragrâncias,
De grandiosa música,
De eletricidade,
De física e de química.
Tão cheios de falso amor.

Tentação,
Desilusão,
Ganância,
É a mais lógica concordância.


~Bambi ∞

"Não é demonstração de saúde estar bem ajustado a uma sociedade profundamente doente." - Jiddu Krishnamurti


 
Autor
Bambi
Autor
 
Texto
Data
Leituras
833
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
SEMEANO
Publicado: 18/03/2014 13:20  Atualizado: 18/03/2014 13:20
Da casa!
Usuário desde: 18/02/2014
Localidade: Lisboa - Portugal
Mensagens: 383
 Re: Concordância
Bem... adorei a tua forma de escrever,e o teu talento poético,
Para além do significado deste texto,
Parabens,
Semeano