Poemas : 

o esquecimento abre passagem

 
Tags:  solidão    alma    luz    lembrança    pétalas  
 
Corre o dia,
e uma luz coada entra pelas cortinas
antigas, a solidão me faz
companhia,
adensa a noite
e desarruma a minha mente
e assim a flor desfolha até às
pétalas finais, como o sol
que se apagou, derramando
um vazio que a destrói.
Transporto sonhos ante um inverno
que me espera, a solidão dói,
o esquecimento abre passagem
e cada lembrança é já indelével
imagem,
como casa desabitada, mofenta
arrasada, onde já ninguém responde
minha alma, anda não sei por onde!
Minha vontade, ainda
inventa versos como comida suculenta
que me faz bater o peito, e a saudade
traz-me de volta a menina
dizendo-me que sou a mesma d'outro tempo.

o tempo que vai e nada o pode deter
fica a palavra feita nada,
a vida voando para o poente
como a água, que não volta à nascente

natalia nuno
rosafogo



Na plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.
Johann Wolfgang Von Goethe



 
Autor
rosafogo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1106
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
48 pontos
22
7
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/06/2014 11:48  Atualizado: 22/06/2014 11:48
 Re: o esquecimento abre passagem
voltamos em busca do passado gentil sem sabermos que o temos sempre connosco, em frente ao espelho. parabéns, Natália.


Enviado por Tópico
Robertojun
Publicado: 22/06/2014 13:22  Atualizado: 22/06/2014 13:22
Colaborador
Usuário desde: 31/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 2188
 Re: o esquecimento abre passagem
Olá, rosafogo (Natalia)

Belíssimo poema.

Amei!

Parabéns!

Abraço,
Roberto Jun


Enviado por Tópico
JuRvida
Publicado: 22/06/2014 16:13  Atualizado: 22/06/2014 16:13
Colaborador
Usuário desde: 03/11/2013
Localidade:
Mensagens: 701
 Re: o esquecimento abre passagem
Das marcas indeléveis sempre surgem belos versos,
como esses que acabei de ler.

Um abraço
E um beijo da jú.


Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 22/06/2014 18:02  Atualizado: 22/06/2014 18:02
Colaborador
Usuário desde: 05/02/2014
Localidade: Brasil São Paulo
Mensagens: 3353
 Re: o esquecimento abre passagem
Olá Natália, que lindo poema.
Otempo passa e não volta como a água da nascente
Abraço carinhoso


Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 22/06/2014 20:00  Atualizado: 22/06/2014 20:00
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 4850
 Re: o esquecimento abre passagem
Olá Rosa,

Parabéns,

Mais uma
obra de arte.
Aplausos...

Beijos,

Mary Jun


Enviado por Tópico
MarySSantos
Publicado: 22/06/2014 20:19  Atualizado: 22/06/2014 20:19
Luso de Ouro
Usuário desde: 06/06/2012
Localidade: Macapá/Amapá - BRASIL
Mensagens: 5014
 Re: o esquecimento abre passagem
Aprecio muito os teus poemas. as linhas vão cascateando e ouvimos a emoção neles contida. Tua verve é a saudade e teus poemas são retratos expostos no saloon da poesia. Gosto muito, Natália.

bjo

MaryS


Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 23/06/2014 18:24  Atualizado: 23/06/2014 18:24
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6627
 Re: o esquecimento abre passagem
Amiga,
Parece que fui ligada a ti
em alguma vida passada,
tal os sentimentos de
nostalgia e conhecimento
que tenho ao ler teus escritos.
Bjs


Enviado por Tópico
rosa-branca
Publicado: 25/06/2014 00:28  Atualizado: 25/06/2014 00:28
Colaborador
Usuário desde: 24/05/2010
Localidade:
Mensagens: 739
 Re: o esquecimento abre passagem
Olá querida Rósinha, maravilhoso poema que adorei. Beijos com carinho


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 25/06/2014 05:29  Atualizado: 25/06/2014 05:29
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17656
 Re: o esquecimento abre passagem
como uma face procurando o espelho...
assim senti. e gostei, minha querida. obrigada


Enviado por Tópico
Transversal
Publicado: 25/06/2014 18:45  Atualizado: 25/06/2014 18:45
Colaborador
Usuário desde: 02/01/2011
Localidade: Fortaleza - Lisboa
Mensagens: 3439
 Re: o esquecimento abre passagem
"Corre o dia
como a água, que não volta à nascente" mas "traz-me de volta a menina
dizendo-me que sou a mesma"
e mesmo que as horas se consumam "onde já ninguém responde", cada lembrança será sempre uma imagem viva "um luz coada pelas cortinas". A vida... voa para o poenta. Parabéns Poetisa.

Obrigado.

Agradeço-te


Enviado por Tópico
Avozita
Publicado: 26/06/2014 00:23  Atualizado: 26/06/2014 00:23
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4531
 Re: o esquecimento abre passagem
Olá mana,

A saudade,a água que corre no rio,
é como sangue que te corre nas veias.

Gosto de te ler, e tu sabes.

Beijinhos
Antonieta