https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

Na ânsia de te esquecer

 
Tags:  palavras    vento    brisa    melodia    cinzas    aprendeu  
 
"... Queimei versos de amor,
as cinzas atirei-as ao vento...”

----------------------------------------


- Na ânsia de te esquecer -



Na ânsia de te esquecer
fiz de tudo o possível,
no limite do improvável.
Queimei versos de amor,
as cinzas atirei-as ao vento,
para que se espalhassem.

Mas, a brisa suave,
condoída do tormento
gravou as melodias
dos poemas que escrevi
na ânsia de te esquecer.

Nas tardes agora serenas,
ela canta para mim,
em doces sinfonias,
aquelas palavras de amor
que queimei para te esquecer.


12082014
--------------------------------------------------------------
©LuizMorais. Todos os direitos reservados ao autor. É vedada a copia, exibição, distribuição, criação de textos derivados contendo a ideia, bem como fazer uso comercial ou não desta obra, de partes dela ou da ideia contida, sem a devida permissão do autor.



" ...descrevo sem fazer desfeita,
meu sofrer e meus amores
não preciso de receita
muito menos prescritores."




 
Autor
LuizMorais
 
Texto
Data
Leituras
552
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
RosaDSaron
Publicado: 12/08/2014 12:22  Atualizado: 12/08/2014 12:22
Da casa!
Usuário desde: 05/11/2011
Localidade:
Mensagens: 255
 Re: Na ânsia de te esquecer
Bom dia Luiz!

Um belíssimo poema que amei ler!

"Bem que tentar,tentamos,mas como é difícil esquecer quem se ama!"

Felicitações e abraços poéticos!