https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Justificação popular

 
Tags:  amor    poema    poesia    Portugal    antónio botelho    esia  
 
Quando surge um novo falatório na aldeia
A notícia corre e o povo comenta
Os pormenores que o povo não sabe inventa
Pois a injustificação é uma assustadora ideia

05 de setembro de 2014
António Botelho


Há muito que meus tons melódicos poéticos não se gesticulam em escrita ou sapiência mental, pois eis que o amor chegou e a poesia abafou...

 
Autor
antóniobotelho
 
Texto
Data
Leituras
978
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
4
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Juvenal Nunes
Publicado: 19/12/2014 22:48  Atualizado: 19/12/2014 22:48
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2013
Localidade: Douro Litoral
Mensagens: 525
 Re: Justificação popular
É como diz a sabedoria popular : quem conta um conto, aumenta um ponto .

Juvenal Nunes

Enviado por Tópico
RaipoetaLonato2010
Publicado: 20/12/2014 01:45  Atualizado: 20/12/2014 01:45
Colaborador
Usuário desde: 13/03/2010
Localidade: Paulínia-SP
Mensagens: 2790
 Re: Justificação popular
O falatório é diversão da aldeia.

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 20/12/2014 03:34  Atualizado: 20/12/2014 03:34
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Justificação popular
... e a ideia é um balão que aparece.
gostei de ler. obrigada.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/12/2014 08:24  Atualizado: 22/12/2014 08:24
 Re: Justificação popular
sinto vontade de justificar o mar
Mas sinto necessidade de ter medo,
Para que possa recontar a historia
Dos meus súbitos sentimentos.
Quero contar a razão do mar ser triste,
Porque nada se parece com ele,
diz o povo