https://www.poetris.com/
 
Frases e Pensamentos : 

Escrever

 
 
Desde miúda que me lembro de ter imaginação para dar e vender. Sempre me entusiasmei muito mais do que toda a gente á minha volta no que tocava a séries, filmes e todo o seu mundo envolvente. Gostava e ainda gosto de me sentar em frente á televisão e ao computador, e analisar cada detalhe de cada personagem, das suas reacções com as outras pessoas, imaginar a sua história que naquele momento não é a que estar a ser contada, imaginava mil e uma situações diferentes que poderiam acontecer àquela personagem e como é que esta mesma reagiria. Gostava de ver todo o espaço envolvente, as suas localizações, de ver fotografias e vídeos para ir ao detalhe de ver coisas que mais ninguém reparava. Lembro-me por exemplo que passados todos estes anos, quando cheguei a Nova Iorque, sabia exactamente qual era a marca de água que havia sempre no frigorífico do Joey na série F.R.I.E.N.D.S. “AMIGOS. E se me perguntarem ainda hoje sei.
Sempre fui assim, e espero sempre continuar a ser. Gosto de sonhar, gosto de imaginar, gosto de criar as minhas próprias histórias, gosto de imaginar personagens minhas inseridas nas séries e filmes que tanto gosto (fanfiction), e gosto de escrever sobre o que já vivi, e o que passei, gosto de inventar as minhas próprias histórias, gosto de escrever para o os outros. Lembro-me que quando andava na escola, escrevia textos enormes sobre os meus amigos e depois oferecia-lhes esses mesmos textos que depois ou ficavam com eles, ou então se fosse um casal, davam um ao outro de presente. Mas de todas estas coisas as que mais gosto é mesmo de escrever as minhas próprias histórias e de escrever fanfictions. Dá-me um gozo enorme, faz-me sentir que nem que seja por momentos, á minha própria maneira, consigo fazer parte daquele lugar e daquele mundo. Pequenas coisas que me deixam feliz. Uma distracção do mundo, uma alegria.
Não me lembro do exacto momento em que há três anos atrás deixei que me roubassem este gosto e esta paixão pela escrita e pelo mundo das séries e filmes, e até pela musica. Sei apenas que o fizeram. Sei que deixei que sugassem toda a vontade que tinha de ouvir musica, escrever, de ler, de inventar as minhas histórias de sonhar com o que sempre gostei e até de escrever para descarregar todas as emoções que me assolavam naquela altura.
Deixei de acreditar que o era capaz de o fazer, e aos poucos e poucos, cada vez que olhava para a folha em branco, em vez de sorrisos, eram lágrimas que caiam porque o bloqueio era tanto que não me permitia escrever nem as primeiras palavras de uma frase. Haviam palavras que ecoaram na minha cabeça durante tanto tempo, que em vez de acreditar no que o meu coração me dizia, acreditava sim, nas palavras maliciosas que me eram ditas quase diariamente. Sentia-me triste e frustrada, e cheguei mesmo ao ponto de me querer livrar de tudo o que fazia parte do meu imaginário. Dvd’s de séries, livros, filmes, musica... De um momento para o outro, tinha o meu espaço e o meu quarto completamente vazio. Sentia tanta raiva de tudo aquilo que só de olhar para as coisas ficava chateada. Deixei de gostar de imaginar, de pensar no que quer que tivesse a ver com algo que não fosse real.
Algum tempo depois deste e muitos outros acontecimentos que mudaram e marcaram o rumo da minha vida, lembro-me de estar em casa ainda na Alemanha e de sentar-me em frente ao computador e de pensar que me apetecia ver uma série daquelas do meu passado que tanto gostava. Já há muito que não tinha essa alegria.
Lembro-me que passei o dia inteiro a ver essa mesma série, a rir, a sorrir, a viver aquele momento de uma forma feliz e verdadeiramente entusiasmada sempre como se fosse a primeira vez. E voltei a sentir-me bem mais feliz e com aquela sensação estranha no estômago que me era tão familiar de querer escrever.
Uns dias depois, fiz a minha primeira tentativa de voltar a escrever. Não é que tenha sido propriamente bem sucedida nem á primeira nem á segunda nem mesmo á terceira. No entanto, a diferença é que não desisti de tentar,e com o tempo, escrevi as primeiras páginas do meu segundo livro.
Aos poucos e poucos, percebi uma coisa que considero bastante importante. É que toda esta fase em que estive sem escrever, foi importante para mim. Pois quando voltei, voltei ainda com mais força, motivação e empenho. Voltei ainda com mais ideias, com uma perspectiva diferente da vida e daquilo que me rodeava, e com ainda mais imaginação. Com mais alegria, com mais ideias, e sobretudo com uma vontade enorme de fazer o que sempre gostei escrever. Lembro-me do dia em que já cá em portugal, agarrei nos dvd’s todos do Harry Potter e passei uma tarde inteira com uma amiga minha a vê-los todos! De trás para a frente, de frente para trás e sem me cansar um único segundo. Tenho 27 anos. Sim tenho, mas isso não me tira o meu direito de sonhar, de ser imaginativa, de ser criativa, de me inspirar com o que gosto e de ser feliz assim. Tenho noção do mundo real e do mundo da imaginação, e nada melhor que todos nós termos um pouco de crianças em nós.
Lembro-me do dia em que repus tantas coisas no meu quarto, e quando olhei para todas elas, fiquei feliz. Porque sabia que algures no meu coração elas nunca tinham saído de lá. Apenas precisava de uma pequena ajuda e motivação para voltar. Pode parecer parvo, estúpido ou sei lá. Mas escrever é parte de mim, é parte da minha alma e de quem sou. Amo a escrita como amo respirar.
E a minha mensagem para todos vocês que aqui estão é, nunca mas mesmo nunca deixem que ninguém vos tire aquilo que tanto vos é especial. Continuem sempre a lutar por aquilo que sonham, por aquilo que gostam, por tudo aquilo que vos faz ser únicos e como vocês são. Nunca deixem que vos roubem o sonho, a imaginação, a motivação, o sorriso, a alegria, a vivacidade a musica da vida, do coração e o vosso gosto pela musica em geral. E nunca deixem que vos digam que o que vocês gostam de escrever ou ler é errado. Somos todos diferentes, todos podemos aprender uns com os outros, e transmitir positivismo e alegria uns aos outros mesmo quando não concordamos com uma opinião, ou quando não gostamos de algo. Mas podemos compreender, e nunca deitar a baixo só porque temos uma ideia diferente! : ) Uma coisa é ajudar a melhorar seja de que forma for todos nós aprendemos uma vida inteira. Outra coisa, é fazerem com que vos tirem o que é mais precioso apenas de forma maliciosa. Acreditem sempre em vocês e naquilo que mais gostam. Nada melhor do que ser feliz com as coisas que nos fazem felizes!
Obrigada á minha professora Alma Mater por me trazer para este blog, pois foi aqui, que voltei a escrever pequenos textos sobre o que me vai na alma. Era esse o pedaço que faltava em mim. :)

 
Autor
MelissaOwenAlways
 
Texto
Data
Leituras
1007
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
43 pontos
19
4
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/01/2015 18:14  Atualizado: 20/01/2015 18:14
 Re: Escrever
"Nunca deixem que vos roubem o sonho..." ; "
Obrigada á minha professora Alma Mater..."

sabedoria e reconhecimento...parabéns!!! belíssimo texto


Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 20/01/2015 19:02  Atualizado: 20/01/2015 19:02
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
 Re: Escrever
Texto bem escrito, bonito, onde a sua alma jovem, se espraia e se expõe livre.
Belo sonho, e coração bom, cheio de gratidão à professora Alma Mater, a quem felicito pelo presente ao site, dessa escritora linda que é a Melissa!
Parabéns poetisa. Gostei bastante~

Abraços ternos,


Enviado por Tópico
Branca
Publicado: 20/01/2015 19:46  Atualizado: 20/01/2015 19:48
Colaborador
Usuário desde: 05/05/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 2996
 Re: Escrever
Olá Melissa,

Teu texto é minha história. Por muitos anos fui criticada por escrever e gostar de livros.
Destaco uma parte totalmente minha no teu texto que parece que tirastes da minha mente.

"Deixei de acreditar que o era capaz de o fazer, e aos poucos e poucos, cada vez que olhava para a folha em branco, em vez de sorrisos, eram lágrimas que caiam porque o bloqueio era tanto que não me permitia escrever nem as primeiras palavras de uma frase. Haviam palavras que ecoaram na minha cabeça durante tanto tempo, que em vez de acreditar no que o meu coração me dizia, acreditava sim, nas palavras maliciosas que me eram ditas quase diariamente. Sentia-me triste e frustrada, e cheguei mesmo ao ponto de me querer livrar de tudo o que fazia parte do meu imaginário."

Hoje escreve e há pouco tempo tive a coragem de expor meu nome, pois temia que alguém descobrisse meus poemas.

Parabéns menina, que tua imaginação tenha asas enormes e te leve onde desejar.

Fica meu abraço e admiração.

Branca (Claudia)

PS: Agradeço aqui muitos que me ajudaram com dicas de português até de forma delicada a corrigirem meus deslizes, mas que aceitei como aprendizado e crescimento.



Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/01/2015 20:55  Atualizado: 20/01/2015 21:12
 Re: Escrever
Passos saíram do que ousei,
Mistérios, sulcos e aos poucos,
Imitando os meus gestos,
Não demorei a ouvir-me,

Notas atadas de um público,
Que não preferia eu ser,
Mas a que todos mais sabem
Ler, conduz-me a vontade,

A louca vontade de quem sente,
E passos saíram do que ousei
Enfrentar de frente,
Mistérios, sulcos de ser quem

Sou eu, diferente …


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/01/2015 22:21  Atualizado: 20/01/2015 22:21
 Re: Escrever
olá Melissa :)

sempre a pregar-me partidas - hoje, até na hora da aula... apareceram os meninos dizendo que n sabiam o que se passava com as meninas, se estariam doentes...

e ainda esta partida, sabendo que não lido bem com elogios e afins :)

lembra-se do que me disse no dia seguinte ao da sua inscrição? que estava muito animada mesmo depois do que lhe tinha acontecido... e tinha aquele brilho no olhar. foi a melhor prenda que me podia ter oferecido depois daquele dia não

e hoje, chegada aqui, leio que você foi uma bênção para o luso nas várias opiniões registadas e essa prenda duplicou... só podemos fazer felizes os outros se estivermos bem, felizes... por isso.

......... só n lhe perdoo n me ter indicado como votar no vosso projeto de culinária... amanhã ainda é possível fazê-lo ou não?

continue sim, continue escrevendo com a alma nas mãos, partilhando e ensinando as almas leitoras que a seguem já, todas nós.

Obrigada

muitos beijinhos com Sorrisos dentro








Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 27/01/2015 14:48  Atualizado: 27/01/2015 14:48
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: Escrever P/MelissaOwenAlways
Dessa maneira se mostra como as mulhers são guerreiras fiéis aos seus propositos, seja feliz. Força, que valor já tem, demonstra-o na escrita, pela sua atitude de gratidão e amizade, que brota pura desse coração. Gostei muito, merece tudo. Um grande chi-coração e um doce beijinho. Vólena