https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Lágrimas de amor

 
Tags:  Lágrimas de amor  
 



Ajoelho-me a teus pés
Remendo um rosário de orquídeas
E beijo o chão, para que possas caminhar
Sem frio, embalo-me dentro do útero que nunca sai


Tenho medo mãe, que não voltes acordar,
Que os teus braços tombem
Sobre o meu corpo desprotegido
E naufrague sobre o deserto dos meus olhos


Os passeios ficarão manchados
De passos desconhecidos, e eu espessura voraz,
A impiedade que ascende de todas as pedras
À procura dos teus passos


Agora, recordo essa criança que ferve no teu sangue,
Correndo pelos teus anos, levados pelo seu canto confidente.
Um dia serei como tu, talvez, quando as andorinhas chegarem.


Conceição Bernardino




A coragem é a primeira das qualidades humanas porque garante todas as outras.
Aristóteles

meu Blog - http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Blog da Lavra...Boletim de Poesia - http://lavraboletimdepoesia.blogspot.com/

@cartascemremetente

 
Autor
Conceição Bernardino
 
Texto
Data
Leituras
544
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
2
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
VCruz
Publicado: 28/02/2015 05:59  Atualizado: 28/02/2015 05:59
Colaborador
Usuário desde: 08/06/2011
Localidade:
Mensagens: 679
 Re: Lágrimas de amor
Quando a delicadeza e a gratidão lavam a alma...
Bjão
V.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 28/02/2015 12:35  Atualizado: 28/02/2015 12:35
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9281
 Re: Lágrimas de amor
Bom dia Conceição, todos padecemos deste pavor inevitável, exceto nos poucos casos em que a cria falece primeiro, seus versos retratam bem esta insegurança que nos abate sempre que pensamos no desencarnar dos nossos genitores,parabéns pelo redundante poema, aquele abraço, MJ.