Poemas : 

brevê

 
***************
***************
***************
***************
***************
***************


vento que me seja ave
que o tempo seja
como se deve

brisa que me seja nave
e por favor
me desfaça
e leve


alguns anos de solidão - blogue

"ah, meu deus do céu, vá ser sério assim no inferno!"
- Tom Zé


 
Autor
Caio
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1581
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
38 pontos
6
4
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
PROTEUS
Publicado: 28/04/2015 12:12  Atualizado: 28/04/2015 12:12
Colaborador
Usuário desde: 27/03/2010
Localidade:
Mensagens: 3987
 Re: brevê
Muito bom!



Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/04/2015 15:50  Atualizado: 28/04/2015 15:50
 Re: brevê
Gostei.

*Anggela*

Enviado por Tópico
silva.d.c
Publicado: 28/04/2015 17:32  Atualizado: 28/04/2015 17:32
Membro de honra
Usuário desde: 26/10/2010
Localidade:
Mensagens: 598
 Re: brevê
à falta de teletransporte, o tempo e o vento vão fazendo aquilo que se espera deles...gostei...abraços

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 06/05/2015 18:22  Atualizado: 06/05/2015 18:22
 Re: brevê
Lembrei-me daqueles ventos fortes, que "soltam" a nossa alma rumo a paisagens desconhecidas. Abraço de luz