https://www.poetris.com/
 
Textos : 

quem tem medo do lobo mau?

 
a essência da arte, em minha concepção, é o movimento. toda forma de arte move não só o autor, como o receptor da obra. a poesia, por exemplo, gosto de crer que nasce melhor do espanto, do incômodo, da curiosidade. este é meu pensamento.

certa música que gosto diz "certas canções que ouço cabem tão dentro de mim, que perguntar carece: como não fui eu que fiz?". esta obra, por exemplo, me comove, porque me diz algo, se assemelha a algo que penso, e a absorvo de tal maneira que me move escutá-la, ou mesmo lembrar dela.

sendo assim, é comum que nos incomode quando algo que gostamos se torna alvo de críticas, seja um filme, uma música, um livro, um poema. isso porque é como se tal obra nos vestisse, como se nós a vestíssemos. raro é não se incomodar com isso.

agora, e se fazem isso com algo que criamos, que nós mesmos criamos, que é fruto do nosso ventre? jesus, ai daquele que ousar. afinal, pensamos a nossa obra, mal pensamos já damos nome, nos desgastamos e suamos até que venha a hora do parto... e que coisa linda surgiu à luz, eu tenho que mostrar pra todo mundo! é meu novo filho, meu novo filho, acendam fogueiras...

não é bem assim. o texto parte do autor, mas não é parte dele. a partir do momento em que essa obra é posta em evidência, ela está sendo dada aos olhos de quem lê. e essa pessoa possui aquela obra e, como leitor, e aí não importa mesmo sua formação, tem direito à própria visão. se boa, se má, é subjetivo. eu mesmo detesto boa parte da poesia de barzinho do vinicius, e é o que ele tem de mais famoso. "olha que coisa mais linda, mais cheia de graça...", eca.

claro que há maneiras de dizer quando se gosta ou não, e aí vai da cabeça de cada um. mas se alguém diz algo que não nos agrada sobre uma obra que nos agrada, seja ela nossa ou não, cabe principalmente a nós, receptores diretos ou indiretos (no caso de obra alheia), a maturidade de aceitar a crítica, seja ela útil ou não. quanto aos nossos escritos, sendo ou não sendo úteis as críticas, fomos nós que pedimos, afinal, publicamos, e a publicação nada mais é que uma forma tácita de dizer "olha o que eu fiz".


alguns anos de solidão - blogue

"ah, meu deus do céu, vá ser sério assim no inferno!"
- Tom Zé


 
Autor
Caio
Autor
 
Texto
Data
Leituras
349
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
7 pontos
3
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 10/06/2017 06:04  Atualizado: 10/06/2017 06:04
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6741
 Re: quem tem medo do lobo mau?
Sempre pensei nos meus textos como meus até postá-los.
Depois eles correm o mundo, penas grandes ou pequenas nas imaginações e sensações dos leitores.
Aí, meu filho é preparar-se para pedras ou flores.
Teu texto é bem 'didático' para quem se inflama para a glória ou para ira devido críticas.
:*

Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 10/06/2017 17:53  Atualizado: 10/06/2017 17:53
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
 Re: quem tem medo do lobo mau?/ PARA CAIO
De ínicio, já concordo com o excelente comentário de Betha Mendonça.

Muito oportuno o teu texto, Caio, e escrito de forma clara e objetiva, que é ótimo , porque exclui aquele tipo de leitura paralela, por quem adora polemizar! rsrs

Parabéns também pelo título, adorei, porque me chamou a atenção...

Medo do lobo mau? - Logo eu, a caçadora? rsrs

Sabe, Caio , penso que não é preciso que todos elogiem nossos textos; que os leiam, já está de bom tamanho rsrsrsrs... Contudo, receber críticas não é agradável mesmo, mas pode-se aprender a recebê-la de maneira natural se considerarmos que cada um traz em si um “modelo pessoal de aferição”, e será através da ótica desse modelo é que se faz uma leitura , obviamente, sem se dar conta desse mecanismo interno.

Da minha parte, busco atenuar no ego o prazer dos aplausos, porque considero que onde houver necessidade, haverá também, sofrimento.

Abraços!

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 03/02/2018 18:55  Atualizado: 26/06/2019 17:13
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1928
 "olha o que eu fiz"
"olha o que eu ... feliz"