https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Beijo-te, Meu Amor

 
Tags:  amor    sensualidade  
 
Beijo-te, Meu Amor

Quando um beijo meu
dum teu se enamora,
nossos lábios se tocam
inebriados de amores.

E nossos olhos sonham
o despertar dum amanhã
radioso que nos eleve
aos paraísos proíbidos.

Quando um sorriso teu
alegra meu olhar triste,
renasço poeta do nada
e na mão sustenho a alma.

O meu espírito vagueia
nas promessas eloquentes
cumpridas em teu ventre
emoldurado de vida plena.

Trepando a montanha íngreme
te encontrei formosa e moça,
e na vastidão da floresta
te enlacei, esposa e amante...
Te fiz mãe de meus desejos!



Poet@ sem Alm@
João Loureiro


Open in new window

Lisboa, 30/05/2015
Se ferir susceptibilidades peço antecipadamente desculpas.
Pedro de Andrade
 
Autor
Poeta.sem.Alma
 
Texto
Data
Leituras
630
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
4
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 30/05/2015 10:23  Atualizado: 30/05/2015 10:23
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29356
 Re: Beijo-te, Meu Amor
Encantos sentidos, que vai pelas ementes essências onde o amor se faz acontece da paixão.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/06/2015 15:38  Atualizado: 12/06/2015 15:38
 Re: Beijo-te, Meu Amor
"Quando um sorriso teu
alegra meu olhar triste,
renasço poeta do nada
e na mão sustenho a alma.

O meu espírito vagueia
nas promessas eloquentes
cumpridas em teu ventre
emoldurado de vida plena."

Tão lindo quanto a tua inspiração.

Adorei ler!

Abraço,

*Anggela*