https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Insânia

 
Tags:  amor    poemas    valentim    s.  
 
Talvez eu não possa amar-te

talvez a insanidade dos meus sentidos revogue
a serenidade de um poema ladeado de lírios e organzas
e me acerba esta vontade de te rasgar a pele
e colar-me a ti

talvez a sede de mulher sugue
as palavras doces da tua boca
e me atice esta vontade de te trincar os lábios
e beber-te o sangue

talvez o despropósito do meu ser arranque
as raízes dos teus braços
e me enlouqueça esta vontade de te roubar ao mundo
e fundir-te em mim

talvez eu não possa amar-te
com a lógica da razão

amarra-me então o corpo
mas liberta-me deste coração

para que eu não possa
amar-te

Vera Carvalho


Vera Carvalho

 
Autor
VeraCarvalho
 
Texto
Data
Leituras
2035
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
16
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Andy
Publicado: 12/02/2008 21:01  Atualizado: 12/02/2008 21:01
Colaborador
Usuário desde: 01/08/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2167
 Re: Insânia
...esquecer o amor, ...é dificil!

...intenso, bem escrito, muito bom!

bj.

Enviado por Tópico
Mel de Carvalho
Publicado: 12/02/2008 21:05  Atualizado: 12/02/2008 21:05
Colaborador
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa/Peniche
Mensagens: 1562
 Re: Insânia (de Vera Carvalho)
Vera, te digo: és, indubitávelmente dos poetas desta casa que mais admiro. Os teus textos são de uma beleza e de um leveza superior.

Bem-hajas, Vera, por me permitires usufruir da tua escrita.

Beijo da Mel

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/02/2008 21:12  Atualizado: 12/02/2008 21:12
 Re: Insânia
Versos que vão até os surreais, e num lirismo requintado, aparentemente simples mas de beleza intensa. Enquanto a emoção for o conteúdo mor da poesia, poemas feito esse continuarão encantando gerações de leitores.

Saudações literárias,

Godi.

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 12/02/2008 21:24  Atualizado: 12/02/2008 21:24
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14977
 Re: Insânia p/ VeraCarvalho
Querida poetisa

Estava com saudade de você...
Que lindos versos muito bem
escritos...

"amarra-me então o corpo
mas liberta-me deste coração"


Parabéns Vera

Beijo no coração

Enviado por Tópico
VeraCarvalho
Publicado: 12/02/2008 21:31  Atualizado: 12/02/2008 21:31
Super Participativo
Usuário desde: 13/02/2007
Localidade: Amarante/Porto
Mensagens: 170
 Re: Insânia p/comentários
Também eu já tinha saudades de entrar por estas portas abertas, ver estes rostos lindos e deixar-me perder nas vossas palavras.
Obrigada pelas leituras.
Beijinhos

Enviado por Tópico
delfimpeixoto
Publicado: 12/02/2008 21:36  Atualizado: 12/02/2008 21:36
Super Participativo
Usuário desde: 05/04/2007
Localidade: Portugal
Mensagens: 139
 Re: Insânia
Nem penses que isso pode acontecer... esquecer o que mais queremos é imposível...
Como Poema, adorei ( sabes que és uma musa para mim) mas na vida real espero honestamente que não esqueças que AMAR é lindo, além de eu sentir que o AMOR tudo vence.
( um dia, se quiseres e puderes adiciona no messenger e adorava dixer-te uma.... ou duas coisas em particular, sem sequer imaginar que alguém ou tu pudesse pensar em "segundas intenções)
Eu "amo-te" no sentido das palavras e no sentido poético e acho que na verdade pela Poesia as pesoas se tornam maiores.
Sem querer ser pretencioso, a tua poesia é um "baixo" da minha, ou seja, musicalmente, poderia e gostaria de fazer uma antologia ou uma co-autoria de um livro/edição de poemas contigo, minha primeira musa, mas.... o mundo é tão complicado)

Bjs e adorei, como sempre, este teu sentir
( Outro que seja em teu coração que me perdoe, mas estou a falar no sentido poético)


Enviado por Tópico
rosamaria
Publicado: 12/02/2008 21:36  Atualizado: 12/02/2008 21:36
Colaborador
Usuário desde: 10/09/2006
Localidade: Mindelo - Vila do Conde
Mensagens: 1015
 Re: Insânia
Ola Vera
Que saudades de te ver e ler aqui!
Do teu poema digo tão somente... Lindo!
jinhos
Rosamarua

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/02/2008 22:04  Atualizado: 12/02/2008 22:04
 Re: Insânia
Venho aqui ler este teu poema, e dou por mim a tecer identificações e laços com a temática daquele que coloquei aqui também.
Por exemplo:
"...talvez a sede de mulher sugue
as palavras doces da tua boca
e me atice esta vontade de te trincar os lábios
e beber-te o sangue..."
Gostei muito. Está muitíssimo bem escrito.
parabéns pelo poema e pelo teu regresso

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/02/2008 22:06  Atualizado: 12/02/2008 22:06
 Re: Insânia
Soberbo...
Bj
ConceiçãoB

Enviado por Tópico
João Videira Santos
Publicado: 12/02/2008 22:08  Atualizado: 12/02/2008 22:08
Da casa!
Usuário desde: 23/11/2006
Localidade: LISBOA
Mensagens: 354
 Re: Insânia p/ VeraCarvalho
um poema de amor...um poema de palavras atiçadas na singeleza do propósito...

interessante.

Enviado por Tópico
Amora
Publicado: 12/02/2008 22:10  Atualizado: 12/02/2008 22:10
Colaborador
Usuário desde: 08/02/2008
Localidade: Brasil
Mensagens: 4763
 Re: Insânia
Entro nessa fila, porque vale.

Poesia digna do nome.

É isso.

Enviado por Tópico
Le Tab
Publicado: 13/02/2008 08:33  Atualizado: 13/02/2008 08:33
Membro de honra
Usuário desde: 02/02/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 1460
 Re: Insânia
Como te disse uma vez tu envolves-me com as palavras, levas-me a sentir a emoção das palavras como poucos. Deixas sensualiadade em cada canto. Fazes-me prender aos teus poemas, não me conseguindo libertar deles. Contigo sinto e aprendo a dar valor as palavras. Apenas te digo somente que te adoro tudo o que fazes, pois tornas tudo demasiado belo, para ser lido e comentado. Quem diz que faz rabiscos, quem dera muitos rabiscar como tu, destes rabiscos fazer poemas belos, sentidos e expressivos como o teu. Continua a postar para nós, fazendo assim feliz por ter juntos a nós, a quem nos encanta a cada letra, palavra poema que nos deixas. Bjs amei este poema, do qual não me posso libertar, com ele me sinto preso.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/02/2008 10:38  Atualizado: 13/02/2008 10:38
 Re: Insânia
amarra-me então o corpo
mas liberta-me deste coração...Complicado não poder amar...bj

Enviado por Tópico
jessé barbosa de oli
Publicado: 05/09/2008 16:31  Atualizado: 05/09/2008 16:31
Da casa!
Usuário desde: 03/12/2007
Localidade: SALVADOR, Bahia
Mensagens: 334
 Re: Insânia
olha, uma bela e filosófica
lição do que é a arte de amar lascivamente.
impressionou-me a veemência da sofreguidão
que eiva os presentes versos.

Enviado por Tópico
Josafá
Publicado: 20/11/2008 14:23  Atualizado: 20/11/2008 14:23
Participativo
Usuário desde: 03/10/2008
Localidade: Cáceres MT
Mensagens: 35
 Insânia
Explêndidamente Lindo teu poema..."O Amor é um Carrasco que Carinhosamente Mutila Nossas Almas" (Josafá) Bjs