https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Crítica : 

POBRE TIETE

 
Tags:  geral  
 
POBRE TIETE

Passei por cima do Rio Tiete,
que tristeza, o lixo ali é um tapete,
pra urubuzada é um banquete,
resultado das “ ações “ de gabinete.

Aquela imagem não saiu do pensamento,
não há ali nenhum tratamento,
resolvi fazer um levantamento,
dei um “ google “ e tá lá,
cerca de US$ 3,6 bilhões foram
“ gastos “ , nos últimos 20 anos
para despoluição do Pobre Tiete,
uma total falta de planejamento.

Mas essa dinheirama toda,
deve ter sido “ assoreada “ ,
para os bolsos putrefatos,
do império que se perpetua
por cerca de 20 anos,
na “ Província Paulista ”,
” anestesiada “ que esta
tão adesionista.

Pobre Rio Tiete,
que quando passa pela Capital,
é uma verdadeira vala fecal,
que teve esse fim fatal,
só mesmo a urubuzada,
junto com a capivarada,
pra se aproveitar
desta perversa “ gestão “
que veio causar ao Pobre Tiete,
sua triste derrocada.

Marco Aurelio Tisi

( 08/07/2015 ) Open in new window


Marco Tisi

 
Autor
MarcoTisi
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1821
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
1
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martims
Publicado: 09/07/2015 13:30  Atualizado: 09/07/2015 13:30
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6830
 Re: POBRE TIETE
Um poema que mostra uma realidade.

Nos olhos das ganancia as veras da ambição que se faz tudo querer.

Mas a natureza reage com forma a invasões, ainda irá chora muitos olhos de tristeza quando não tiver água cristalina, em sua menina