https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

DEBULHANDO VAMPIROS .

 
Tags:  geral  
 
DEBULHANDO VAMPIROS

Aprendi a conservar alho com um “ macetinho “,
que minha Mãe me ensinou com muito Carinho,
junta alho bem espremidinho
com um pouco de azeite e põe num vidrinho,
e é só levar pra geladeira pra ficar bem geladinho,
pronto. O alho vai ficar bem conservadinho.
Quatro cabeças de alho enche dois vidrinhos

Mas pra fazer isso, precisei Debulhar todo o alho,
enquanto fazia isto , percebi que estava
Debulhando Meus Vampiros.

Meus Vampiros são as “ muitas “ decepções que causei,
e algumas que “ acho “ que me decepcionei,
mas em matéria de decepção,
é mais fácil falar das sofridas,
do que das por mim causadas,
talvez vai ai um pouco de ingenuidade,
ou calor dos momentos de cegueira,
sempre causando algumas besteiras.

Decepção é um “ Vampiro “ ingrato,
que só com o tempo se percebe
que sempre faltou muito de sensato .

De tempos em tempos
há que “ Debulhar Vampiros “
pra poder ter o respiro
sem muito suspiro.

marco Aurelio Tisi

( 10/08/2015 )


Marco Tisi

 
Autor
MarcoTisi
Autor
 
Texto
Data
Leituras
679
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.