https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

repartindo

 
não morreu
o amor
em mim
calou-se pra ser mais nutritivo
dividindo-se
em significados

de olhos fechados doo...

sirva-se
quem fome tiver



O que, às paredes, confesso.

 
Autor
MarySSantos
 
Texto
Data
Leituras
437
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
2
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/07/2015 09:29  Atualizado: 30/07/2015 09:29
 Re: repartindo
Muito, muito bom, parabéns!

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/08/2015 15:56  Atualizado: 22/08/2015 09:59
 Re: repartindo
E quando se depuser o sol
na curva a norte não serei eu,
nem estou na primeira fila

E quando se levantar
Lá no céu a rebolo de ventos
e tempos não serei eu quem rodopie ou dance
mas este poema pois ele rola como um sol,
está em tudo o que é vida
(chegada e partida)...


E quando se puser o sol
na curva da morte não lhe darei " boa vinda"
pois será inútil esperar que volte
Eu, o sol não me deu guarida abraço
nem me abriga do mau tempo aqui


NEM ESTE POEMA É MEU...
mas da viva esperança
de voltar como vosso
tal qual o perverso sol


(ele também vosso)...