https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Cântico do Tempo

 
Canto a saudade de um tempo dourado
Pretérito perfeito de cores em total coesão
Com a canção que o sonhar me é apaixonado
Pelo silêncio que o pensar, vive um coração.

Dimensão infinita de um cotidiano alternado
Entre o real do presente e o que foi uma paixão
Em manhãs de brilho de um céu azul e ilustrado
Pelos sonhos que o riso chovia em mim a emoção

Regresso à infância pelo refrão que a candura
Mais uma vez me faz acreditar de ser imortal
Com as ilusões de uma criança em aventura

Pelos dias que o sentido era a própria loucura
Vivendo a imaginação em que a essência floral
Perfumava o meu mundo com arte e pintura


Murilo Celani Servo

 
Autor
murilocs
Autor
 
Texto
Data
Leituras
348
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
19 pontos
5
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Ro_
Publicado: 06/08/2015 01:46  Atualizado: 06/08/2015 01:46
Colaborador
Usuário desde: 25/09/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 3962
 Re: Cântico do Tempo
Que lindo, poeta!
Adorei ler!
Um beijinho!


*-*

Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 06/08/2015 12:54  Atualizado: 06/08/2015 12:54
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4528
 Re: Cântico do Tempo
Gosto Murilo....o passado de uma paixão que no tempo permaneçe

Beijinhos
Tudo de bom

Enviado por Tópico
Marcyflor
Publicado: 06/08/2015 13:03  Atualizado: 06/08/2015 13:03
Da casa!
Usuário desde: 13/07/2015
Localidade:
Mensagens: 328
 Re: Cântico do Tempo
Lindo seu soneto!

Felicitações!

Paz e luz em sua caminhada!

Open in new window

Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 06/08/2015 14:33  Atualizado: 06/08/2015 14:33
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: Cântico do Tempo P/murilocs
Um bonito poema, gostei imenso. Abraço Vólena

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 06/08/2015 18:03  Atualizado: 06/08/2015 18:03
 Re: Cântico do Tempo
Lindo soneto, gostei deveras
Abraço