https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Paixão : 

Poente de Verão

 
Tags:  vida    paixão    verão  
 
Mata-me em orgias
De vida.
Faz o meu corpo sentir
O cansaço das ondas
Em milhões de viagens
Em areia infinita.

Dá-me movimento
Como o vento dá
Às searas maduras
Tocando cada espiga
Da minha alma.

Depois,
Depois até podemos
Morrer os dois
Num quente
Poente de Verão.



 
Autor
MariaSousa
 
Texto
Data
Leituras
1341
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
48 pontos
18
7
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 10/08/2015 22:33  Atualizado: 10/08/2015 22:33
 Re: Poente de Verão
Momentos que vem com os sentimentos, eleva-se os belos sentidos de uma linda alma.



belo poema


Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 10/08/2015 22:55  Atualizado: 11/08/2015 07:07
Luso de Ouro
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Lisboa/loures
Mensagens: 8180
 Re: Poente de Verão
Se depois de tudo, os dois podem morrer num poente quente de verão, afianço-lhe que posso morrer sozinho depois de absorver a musicalidade rítmica deste belo poema.
Adorei ler-parabéns poetisa.
Abraço!
upanhaca


Enviado por Tópico
IvaeRoberto
Publicado: 10/08/2015 23:09  Atualizado: 10/08/2015 23:09
Muito Participativo
Usuário desde: 09/09/2014
Localidade: Silves
Mensagens: 74
 Re: Poente de Verão
Realço esta estrofe, de uma beleza forte e amável:

- “Dá-me movimento
Como o vento dá
Às searas maduras
Tocando cada espiga
Da minha alma.”

Muito belo …!
E se me permite a ousadia … deixo-lhe um poema contagiado pelo seu…

E renascermos como pelicanos
Num vulcão sem medos
Deixando nossas marcas,
Na lava e no coração …


Um abraço.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/08/2015 07:42  Atualizado: 11/08/2015 07:42
 Re: Poente de Verão
Muito, muito bom, abracei mesmo!


Abraço poético e uma bom dia! Bjs

GERSON CLAYTON RODRIGUES DOS SANTOS. (s.d.).

Blogger: http://poesiaesonetosdegcrs.blogspot.com.br/2015/08/pai.htmll


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/08/2015 12:11  Atualizado: 11/08/2015 12:11
 Re: Poente de Verão
assim, como descreves, apetece morrer e morrer. muito bom, Maria


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 11/08/2015 12:29  Atualizado: 11/08/2015 12:29
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 10200
 Re: Poente de Verão
Bom dia Maria, tua personagem roga ao seu amado que se faça único e presente em todos os seus instantes, para que assim sua vida tenha a desejada intensidade, parabéns pelo envolvente poema, um abraço, MJ.


Enviado por Tópico
Alpha
Publicado: 11/08/2015 12:56  Atualizado: 11/08/2015 12:56
Membro de honra
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1750
 Re: Poente de Verão
Depois de todos os cansaços vividos…
Já num crepúsculo de marés calmas,
Ficam corpos, extasiados e unidos,
A sublimar, o rejubilar das almas!...

Poema arrebatador do espirito para dimensões que vão muito para lá da linha do horizonte, sempre na procura, de suas fontes…

Como é bom morrer assim ao ritmo destes compassos! E renascer, em teus (a)braços…

…Porque só a poesia tem o poder de alcançar tal magia!

Beijos


Enviado por Tópico
RayNascimento
Publicado: 11/08/2015 14:42  Atualizado: 11/08/2015 14:43
Membro de honra
Usuário desde: 13/03/2012
Localidade: Monte Roraima - Brasil
Mensagens: 6469
 Re: Poente de Verão
Movimentos frenéticos das letras
O "Poente de Verão" deleita-se
Em versos verbalizados
No desopilar da mente.
Ray Nascimento


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/08/2015 17:42  Atualizado: 11/08/2015 17:42
 Re: Poente de Verão
*se é que pode-se dizer, mas é um belo e delirante jeito de morrer!
adoro essa intensidade.
beijoka*