Poemas : 

 
Tags:    
 
Na lentidão dos dias
Começo a sentir o pó
Que vai assentando em mim

Tudo está a ficar gasto
Ao meu redor
Até as sombras
Que recordam alegrias


Olho para mim
E gosto das rugas
Que vão aparecendo

Sinto a chama intensa
Dos sonhos
Que não deixo apagar
E sinto o amor
A paixão
A vida!

Sinto-te a ti…

Como sinto
O cheiro da terra
E do mar
Perto
Longe
Aqui






 
Autor
MariaSousa
 
Texto
Data
Leituras
713
Favoritos
10
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
117 pontos
15
11
10
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 23/05/2023 17:33  Atualizado: 23/05/2023 17:33
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 1938
 Re: Pó
Tenho pó no meu próximo que vou publicar.
Apenas isso já me daria para a curiosidade, agora rever alguém tão querida de volta ao site...
Alguma coisa muito certa os nossos administradores andam a fazer.

Um bem hajam para todos.

Maior para ti.

Rugas?
Não parece, estás cada vez mais gira...

Abraço e bem revinda.




Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 23/05/2023 17:53  Atualizado: 23/05/2023 17:53
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 18165
 Re: Pó
Poetisa
Feliz com seu retorno! As rugas são privilégios, sinal que estamos ficando experientes!
Parabéns!
Abraço!
Janna





Enviado por Tópico
Alpha
Publicado: 23/05/2023 19:51  Atualizado: 23/05/2023 22:17
Membro de honra
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1905
 Re: Pó
O que conta é a chama intensa
Nenhum rio conseguirá apagar
Envolvida nessa paixão imensa
Na seiva do amor irá mergulhar!

Há coisas que se renovam a cada dia, é tudo uma questão do ângulo como olhamos para elas.


Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 23/05/2023 22:14  Atualizado: 23/05/2023 22:14
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4412
 Re: Pó
Benvinda MariaSousa, gosto da tua volta ...
e do teu poema tambem

Beijinhos poetisa


Enviado por Tópico
Alemtagus
Publicado: 04/08/2023 17:02  Atualizado: 04/08/2023 17:02
Membro de honra
Usuário desde: 24/12/2006
Localidade: Montemor-o-Novo
Mensagens: 3100
 Re: Pó p/ MariaSousa
Cada dia lento é um pedaço de tempo sem tempo. Muitos diriam que é declínio, mas porquê chamar declínio à sabedoria?
Concordo quando escreves que sentes tudo o que presenciaste, as marcas do tempo que são memórias.
Gosto da metamorfose.