https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Não saberia distinguir a luz

 
Minha dor não é retribuição ao seu desprezo,
se vivo nas trevas esse caminho escolhi.
Preferi enfrentar as tempestades,
submergir num mundo de brumas densas,
carregando no peito somente recordações.

Essas reminiscências tão doces que trago em mim,
sobrevivem aos mais duros revezes,
tão prazerosas são as imagens dos dias ditosos.
Mesmo que neste tempo em que tanto desespero,
tenha tecido a mortalha dos meus sonhos.

Enquanto restar uma centelha de vida em mim,
não saberei o que são a paz e tranquilidade,
nem distinguir sombras envolventes de mais um crepúsculo,
das sombras evanescentes de um alvorecer risonho.


De arrebatada figura,
sou altivo, sou forte,
não carrego lutos e mágoas,
até um dia enganei a morte,
na sua faina de colher almas
e renasci.

 
Autor
Warmien
Autor
 
Texto
Data
Leituras
290
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
1
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 05/11/2015 11:01  Atualizado: 05/11/2015 11:01
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29295
 Re: Não saberia distinguir a luz
Uma alma que sofre em silêncio as masias da vida onde os olhos sentem os instantes.

belo poema