https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Saudade : 

Eu sou a fonte ( Flor das campinas )

 
Tags:  saudade    fonte    ficarei    vais partir    tronco seco  
 

Eu sou a fonte
que em riacho límpido se transforma,
águas corredias que se vão
matando a sede da terra.
Tu és como a corça tímida,
que gentil se aproxima
e molha os lábios nas águas
para aplacar tua sede de carinhos.

Eu sou o tronco vetusto
da árvore teimoso ainda em riste
aguardando mais um outono
resistir aos vendavais
para poder apoiar teu corpo
se um dia precisares de arrimo.

És a flor,
juventude que canta nas campinas
extasiando meu olhar,
És o colibri
que esvoaçando dança e vai,
encantando as manhãs
das primaveras da tua vida tão bela.

Tua sina é seguir pela vida,
apartada de todos os labéus,
desfrutando dos triunfos
que o destino haverá de te dar.

E eu estarei aqui,
riacho a correr pela colina,
sempre fresca água cristalina
para aplacar a tua sede,
hei de resistir às procelas,
sempre ser um tronco ereto e firme
para te dar apoio,
mas por dentro chorando
por não poder seguir teus passos.

Por que, um dia,
irás para longe de meus braços,
um dia vais partir
e eu vou ficar pelo caminho,
como um tronco seco ainda em pé.


De arrebatada figura,
sou altivo, sou forte,
não carrego lutos e mágoas,
até um dia enganei a morte,
na sua faina de colher almas
e renasci.

 
Autor
Warmien
Autor
 
Texto
Data
Leituras
655
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
2
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 24/03/2014 11:57  Atualizado: 24/03/2014 11:57
 Re: Eu sou a fonte ( Flor das campinas )
Poeta Warmien,

Teu poema ficou belo, cativante e através dele pude enxergar a tua essência...

Tens uma sensibilidade bastante apurada e que sabes colocar perfeitamente, quando escolhes as palavras!

Leve a minha admiração!

Destaco a parte que mais me tocou:

"E eu estarei aqui,
riacho a correr pela colina,
sempre fresca água cristalina
para aplacar a tua sede,
hei de resistir às procelas,
sempre ser um tronco ereto e firme
para te dar apoio,
mas por dentro chorando
por não poder seguir teus passos."


Aguardando o próximo!

Abraços,

Anggela

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 24/03/2014 16:53  Atualizado: 24/03/2014 16:53
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16261
 Re: Eu sou a fonte ( Flor das campinas )
Parabéns Poeta
Poema belíssimo! Apreciei a leitura!
Beijos!
Janna