https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

AUTOBIOGRAFIA - capítulo dez

 
Tags:  SONETOS 2001  
 
AUTOBIOGRAFIA - capítulo dez

Concluo que ao início eu era alguém melhor
Do que, enfim, hoje sou... Por mais inusitado
Que pareça ao leitor, fiquei do lado errado
Nas batalhas da vida entre custo e valor.

O facto que me vejo é cada vez menor...
Pouco mais do que um cão; pouco menos que gado.
Pode isso parecer até muito engraçado,
Mas asseguro ser dos meus males o maior.

Convivo com tal falta em meu só coração,
Que já qualquer vitória é igual ilusão
E qualquer alegria hoje me soa falsa.

Se tudo o que aprendi foi a bem duvidar,
Minha insatisfação logo encontra lugar
N'essa esperança vã que toda gente encalça.

* * *


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
249
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Anacduarte
Publicado: 07/11/2015 00:38  Atualizado: 07/11/2015 00:38
Colaborador
Usuário desde: 11/10/2015
Localidade: Azeitão
Mensagens: 503
 Re: AUTOBIOGRAFIA - capítulo dez
Poeta Ricardo, excelente soneto, confeço que não li os anteriores e fiquei com vontade de ir ler.

um abraço
ana