https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

ESCULACHO

 
Tags:  SONETOS 2015  
 
ESCULACHO

Ao contrário do qu'eu imaginava,
Quem é do bem não é tão bom assim...
O lado que se escolhe diz de mim
Apenas com quem eu melhor me dava.

Sim, sou mestiço; crioulo. Gente brava!
Que mata e morre anônima no fim.
Sou o que se sustenta, ora e outrossim,
E que, certo ou não, muito pouco errava.

Mas quem repreende não quer nem saber:
Certo de si, humilha a vil pessoa
Em cujo erro urra até não mais poder.

Faz pena capital de falta à toa!...
Quem nos acusa e julga já aos berros
A pôr nos pelourinhos de hoje, a ferros!

Betim -12 12 2015


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
248
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.