https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

IDEM IBDEM

 
Tags:  SONETOS 2001  
 
IDEM IBDEM

É o mesmo livro, é a mesma história,
Da qual me vejo escravo quando escrevo.
Pago o preço em misérias, mas não levo
Mais do que alguns vestígios de memória...

Que se pode esperar da luta inglória,
De reescrever o escrito? A quem eu devo
Tamanho e só cuidado, se me atrevo
Uma verdade tão vã que ilusória?...

Repito-o como d’outrem fosse a ideia,
Que, por obsessiva, ‘inda me mantém
Certo que o que escrevera me conflita.

Copio-me qual não visse a plateia
Vir me desmascarar ao ver também
Provisória e precária toda a escrita.

Belo Horizonte – 01 02 2001


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
288
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.