https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Contabilisticamente

 
Tags:  verdade    ser    coragem  
 
Quantos anos tem a vida
Quantas dores e alegrias

O ano tem 365 dias
E a vida, quantos tem?

Onde encaixar o prazer e a dor
Na contabilidade do Ser e do Haver
Mais a tristeza e a alegria
Qual o saldo a haver

Soma e segue, subtrai …
A grandiosidade do ser,
Desde o nascer ao morrer
Vai além do verbo haver

Contabilidades à parte
A vida é o teu querer.


Juve

 
Autor
juvepp
Autor
 
Texto
Data
Leituras
732
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
cleo
Publicado: 24/02/2008 16:12  Atualizado: 24/02/2008 16:12
Luso de Ouro
Usuário desde: 02/03/2007
Localidade: Queluz
Mensagens: 3857
 Re: Contabilisticamente
Contas complicadas
De tantos dias
Ao longo de toda uma vida
No fim
Tudo bate certo
Na matemática da vida!

Adorei este poema tão original


Beijo

Enviado por Tópico
Batista
Publicado: 24/02/2008 19:27  Atualizado: 24/02/2008 19:27
Super Participativo
Usuário desde: 02/10/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 176
 Re: Contabilisticamente


Arredondando à segunda casa decimal, e sem colocar mais juros, é sem dúvida a coisa mais engraçada que já li no ramo da contabilidade.

Meus parabéns!

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/02/2008 16:18  Atualizado: 25/02/2008 16:18
 Re: Contabilisticamente
Olá Juvepp!
Seu poema traz - tanto nas entrelinhas - como nos versos a temática dos números, frios, mecânicos enredados a estética da vida, suas dores, alegrias, tristezas e prazeres. Tudo isso reduzido aos frios algarismos. Números tais que se iniciam no nascimentos até fechares nas lápides das sepulturas. Mas encerra uma imagem de esperança - apesar de tudo - no fim do poema.
Outro profundo de tua lavra.
Meus parabéns, beijos e saudações de Godi.