https://www.poetris.com/
 
Textos -> Desilusão : 

Não te encontrei ...

 
Não te encontrei ...
 
De: Alguém
Para: Mim


"No fim procurei mas não te vi ...

Fiquei sem jeito quando te reconheci não sei bem porquê! Tinha acabado de chegar a Portugal e acabado mesmo de conhecer e cumprimentar a Celeste Rodrigues pela qual tenho uma enorme admiração e respeito ...

Ainda não me tinha recomposto da emoção do momento quando fixei o meu olhar em ti!
Apoderou-se de mim um nervosismo inexplicável que eu combati para ir ao teu encontro.

E o resto tu testemunhaste ...

A minha hesitação em nada teve que ver com a presença do meu amigo, que apenas veio ali, para me cumprimentar, pois sabia que eu tinha chegado a Portugal para uma curtíssima visita. A minha hesitação foi causada por um constrangimento interior.

Depois não me lembro muito bem de como saí da situação. E fui ter com os meus amigos que esperavam mais adiante, na sala. Fiquei a pensar no que tinha acontecido, e, no fim, decidi procurar-te, mas já não te encontrei...

À boa maneira de um Poeta tinhas desaparecido, esfumado como a névoa...

Já em casa, acordei por volta das 5 da manhã, o jet-lag não me deixava dormir.

Peguei no livro da Ana Zanatti e comecei a ler, até que, te encontrei, claro!

Sensibilizou-me a tua história, e os meus olhos, humedeceram por sentir a tua dor, muitas vezes, por mim, vivida, também!

Ainda não foi desta vez que te conheci mas fiquei mais próximo de ti, acredita ... pode ser que um dia tenhamos nova oportunidade ... nos reencontremos!

Fica bem! Abraço forte de um teu admirador ..."



P. S. No dia do lançamento do livro Sexo Inútil de Ana Zanatti. Livro para o qual dei um testemunho pessoal. Lançamento no Jardim de Inverno do Teatro S. Luiz em Lisboa.

(09-03-2016)

( Recebi este pequeno texto, anónimo, via SMS, pelo telemovel, um dia depois do lançamento do livro da Ana. Ainda hoje não sei quem foi .... fica no ar o romantismo e o mistério.)


Ser Poeta é exilio
num pais de condenados
um tormento infinito
de mil olhos rejeitados!

Ricardo Maria Louro

 
Autor
Ricky
Autor
 
Texto
Data
Leituras
559
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.