https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Alento

 
Tags:  som  
 

Os acordes espraiados
mimam novamente os momentos
que, delicados, me vêm à memória

Os timbres acoplados
são esteira que o querer rasura
pois, em intensidade dura, fazem-se estória

E as cadências espiraladas
caindo desgovernadas na minha mão
vão e voltam, de emoção em emoção

Oh! puro som que te acomodas
sorvendo do meu sentir em êxtase
vem com teu ênfase e toda a tua intenção

move montes e move vales
conforta-me e dá-me liberdade
numa inspiração que dilacera e me invade!

Nininha e Rodrigo Lamar
31/08/2016

 
Autor
Nininha
Autor
 
Texto
Data
Leituras
478
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
3
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
MaryFioratti
Publicado: 01/09/2016 03:13  Atualizado: 01/09/2016 03:13
Colaborador
Usuário desde: 09/02/2014
Localidade:
Mensagens: 2400
 Re: Alento
Que bonito este dueto, Nininha!

Um abraco

*Mary Fioratti*


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/09/2016 12:26  Atualizado: 03/09/2016 12:26
 Re: Alento
Parabéns pelo Dueto!