https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

SUI GENERIS

 
Tags:  PROSAÍSMOS  
 
SUI GENERIS

O medo do machista é não ser macho...
Qual teme a feminista ser apenas fêmea...
Eu, de minha parte, temo simplesmente não ser humano.

Ser macho, fêmea ou o que for não me define, apenas rotula e coisifica, portanto, desumaniza.

De resto, nunca quis ser algo, sim alguém.

Gênero: O próprio.

Betim - 09 09 2014


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
383
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
4
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
MaryFioratti
Publicado: 18/09/2016 12:30  Atualizado: 18/09/2016 12:30
Colaborador
Usuário desde: 09/02/2014
Localidade:
Mensagens: 2412
 Re: SUI GENERIS
Oi Ricardo,
Gostei demais disso... tao verdadeiro!
Realmente "coisifica"....
Tambem nao gosto dessa diferenca. Desses rotulos.

Abracos!


*Mary Fioratti*


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/09/2016 11:32  Atualizado: 20/09/2016 11:32
 Re: SUI GENERIS
Gostei Ricardo!

Ser alguém, eis o cerne da verdade. Nada mais!

Fora o poema, que é muito bem construído, a mensagem que você trouxe nela, a mim, foi o que mais me chamou a atenção.

Um abraço carinhoso Ricardo,

Anggela