https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

“Outono, no banco do Jardim”

 
“Outono, no banco do Jardim”

Na voragem de cada outono
as folhas pintam-se de cores quentes
contemplo o interior de cada pensamento
numa qualquer folhinha amarelada
num banco de jardim solitário
pelo meio de uma liberdade que
a solidão do momento me proporciona

E para que as ideias possam vagar
por entre toda a beleza que pulsa
eu me deixo quedar absorta a admirá-la
pequena no meu tamanho e medida
feliz na simplicidade dessa beleza impar
que se mostra e se deixa admirar naturalmente
perfeita, magnifica e mágica em tudo o que contem

E porque a alma não pode
alimentar-se apenas de realidade,
é preciso deixar-se sonhar
sonhar intensamente e
deixar-se levar pela irrealidade
de uma felicidade que
quase nunca está presente na vida
de um amor imenso, tantas vezes
não correspondido
de uma realização pessoal
ou profissional que não acontece
e, por momentos, transportados nos sonhos,
somos felizes na imaginação possível
de tudo o que deveria ser e não o é
enquanto a mente divagar o tempo necessário para sonhar
a vida avançará um pouco e saltará
com mais força um desgosto, um desamor,
uma profissão mal paga, uma dor que não passa...
quiçá, apenas uma dor de alma!

Eureka, um domingo de outono chuvoso no jardim


Eureka

 
Autor
Eureka
Autor
 
Texto
Data
Leituras
868
Favoritos
7
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
103 pontos
27
10
7
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 23/10/2016 23:49  Atualizado: 23/10/2016 23:49
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16187
 Re: “Outono, no banco do Jardim”
Eureka
Seu texto é sem dúvida lindo/sentido, mas muito triste!
Fez com que me lembrasse do setembro amarelo! Espero que seja ficção amiga!
Open in new window


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 24/10/2016 14:06  Atualizado: 24/10/2016 14:06
 Re: “Outono, no banco do Jardim”
É muito lindo falar de amor, quando o amor fala por nós...

Beijos


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 24/10/2016 20:45  Atualizado: 24/10/2016 20:45
 Re: “Outono, no banco do Jardim”
Lindo seu poema amiguinha, nostálgico, e sonhador
Com sonhos podemos ir e ser qualquer tudo!!!!

Vamos sonhar!

Beijo querida


Enviado por Tópico
Tonton
Publicado: 24/10/2016 22:55  Atualizado: 24/10/2016 22:55
Colaborador
Usuário desde: 13/09/2016
Localidade:
Mensagens: 612
 Re: “Outono, no banco do Jardim”
lindo


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/10/2016 11:00  Atualizado: 25/10/2016 11:00
 Re: “Outono, no banco do Jardim”
...difícil não ficar perplexo diante de sua divina inspiração, "E porque a alma não pode / alimentar-se apenas de realidade, / é preciso deixar-se sonhar..." . Uma doce viagem pelas linhas, e um sorriso de encanto me acalenta Poetisa, quero aproveitar e agradecer seu carinho peços meus textos e desejar que os dias sejam assim, repletos de inspiração. Parabéns.


Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 27/10/2016 03:35  Atualizado: 27/10/2016 03:35
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6594
 Re: “Outono, no banco do Jardim”
Boa noite, querida Poetisa. Eureka!

Que texto belíssimo, sentido... Vislumbrei!

Beijos,
Mary Jun


Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 30/10/2016 11:30  Atualizado: 30/10/2016 11:30
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11186
 Re: “Outono, no banco do Jardim”
Eureka,

A nostalgia do outono sempre gera poemas belos como este.

Beijinho
Nanda


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 03/11/2016 11:45  Atualizado: 03/11/2016 11:46
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: “Outono, no banco do Jardim” P/EUREKA
Adorei essa maneira nostálgica de exprimir como a alma ao ver aproximar o Outono sente tristeza e as recordações vêm ao coração, de facto o banco do jardim abandonado às folhas mortas é o símbolo perfeito. Um lindo poema, beijinhos e muita Paz Vólena


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 04/11/2016 18:20  Atualizado: 04/11/2016 18:20
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9304
 Re: “Outono, no banco do Jardim”
Boa tarde Eureka, teus versos enredam uma personagem afetada por todos os elementos que circundam ao seu cotidiano, e buscando formas sensatas para dar a devida dimensão a cada fato que a incomoda, ou a satisfaz, parabéns pelo vosso incisivo poema, eu te desejo um final de semana de muitas satisfações, um abraço, MJ.


Enviado por Tópico
geraldocoelho
Publicado: 07/11/2016 00:38  Atualizado: 07/11/2016 00:38
Colaborador
Usuário desde: 14/11/2010
Localidade:
Mensagens: 625
 Re: “Outono, no banco do Jardim”
O outono é o recomeço de tudo...até mesmo da esperança
que o momento nos proporciona em nosos sonhos!...
Muito reflexivo!...Um texto para se meditar!...Gostei!...Aplausos e beijos fraternos.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/11/2016 10:58  Atualizado: 23/11/2016 10:59
 Re: “Outono, no banco do Jardim”
Poema maravilhoso, com inspiração.
Uma brilhante inspiração, por sinal.
Meus cumprimentos sinceros e receba o meu abraço com profunda admiração e respeito.


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 23/11/2016 12:47  Atualizado: 23/11/2016 12:47
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29294
 Re: “Outono, no banco do Jardim”
Planto que se conduz a uma direção onde dos olhos se revela sempre um aquilo, um natural que se espreme dentro dos sentimentos se somando aos belos encantos da vida.

martisns


Enviado por Tópico
RayNascimento
Publicado: 29/11/2016 14:24  Atualizado: 29/11/2016 14:24
Membro de honra
Usuário desde: 13/03/2012
Localidade: Monte Roraima - Brasil
Mensagens: 6400
 Re: “Outono, no banco do Jardim”
Maravilhoso é sentar
"Outono, no banco do Jardim"
e ler este poema regado de saudade...
n'um "domingo de outono chuvoso no jardim"
d'onde algo de muito bom aconteceu...
que tornou-se poema...

Ray Nascimento

Open in new window


Enviado por Tópico
Mario
Publicado: 25/12/2016 12:29  Atualizado: 25/12/2016 12:29
Super Participativo
Usuário desde: 20/09/2014
Localidade:
Mensagens: 113
 Re: “Outono, no banco do Jardim”
Olá Eureka

Folhas de plátano amareladas sempre povoam essa mente sonhadora e bonita.

Adorei o teu poema

Beij

M