https://www.poetris.com/
Poemas : 

"Pingos de Amor"

 
Chegaste em formato de brisa
Em dia aziago de sábado cinzento
Trazida pela bondade do vento
Que roçagava a superfície marinha...

Depois vieste em forma de chuva
Gotejando o meu espesso cimento
Cavando profundo na pedra dura
Servindo de alforria e de alimento.

Tanto bate, bate até que perfura
Mesmo eu dizendo mil vezes não
Adelgaçando o domo, a armadura
Que eu cria proteger o meu coração.

Tanta brisa, tamanha tempestade,
Tal dilúvio que parecia não ter fim.
Vi a pomba com a rama da felicidade
Pousando. Ora, pois, disse-te... Sim!



 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
198
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
52 pontos
8
6
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Ro_
Publicado: 05/01/2017 00:18  Atualizado: 05/01/2017 00:18
Colaborador
Usuário desde: 25/09/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 3867
 Re: "Pingos de Amor"

Que lindo, Gyl!
Saudade de ler-te...!
Um beijinho!

*-*


Enviado por Tópico
Keithrichards
Publicado: 05/01/2017 00:49  Atualizado: 05/01/2017 00:51
Colaborador
Usuário desde: 17/03/2014
Localidade:
Mensagens: 2364
 Re: "Pingos de Amor"
Um dilúvio de amor e felicidade, descrito de forma sem igual!
Sempre bom ler seus escritos, cativam a minha meditação, muito bom!

grande abraço!


Enviado por Tópico
Lucineide
Publicado: 05/01/2017 01:42  Atualizado: 05/01/2017 01:42
Colaborador
Usuário desde: 06/12/2015
Localidade:
Mensagens: 1098
 Re: "Pingos de Amor"
Pense como é bom ler suas poesias! Já estava com saudade de suas pérolas. FELIZ ANO NOVO!


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 13/01/2017 22:10  Atualizado: 13/01/2017 22:10
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 10570
 Re: "Pingos de Amor" P/Gyl
...água mole em pedra dura tanto dá até que fura,
e quando uma pomba voa arrolando é porque o amor
está chegando, ditados antigos... Adorei o poema é encantador e guardei, Abraço Vólena