Poemas : 

São águas apenas...

 
.
.
.
o ‘olho d'água’ cessara, mas,
ainda chovia feito escumilha
em rajadas frias e constantes.
gotas imaculadas enxaguavam
os musgos das telhas de mão,
escorriam pouco ruidosas
pelas velhas calhas acobreadas,
caindo em golfadas, espalhando-se
sonolentas pela alameda e jardins
do antigo casario hospedagem.
deixei o olhar no correr das águas...
aprendera, analgésico natural
pra enganar a dor previsível,
manifestada, pelos espasmos
ao assistir de longe uns restos
de palavras sujas soltas no ar,
valorada talvez aos que as usavam...
absorto, tenso, rabiscara no papel
algumas letras sem nexo, dispersas;
era o mesmo que num papel vazio,
desgraçadamente desvalorizado...
veio-me então uma sensação
estranha, de sentir as mãos sujas,
demoníacas, deformando versos...
e num vórtice sem fim vi a poesia
sendo arrastada, tragada,
violentada bem ao lado de mim...
saio da escrivaninha atormentado;
circunspecto, triste semblante.
debruço-me meio corpo pra fora
do parapeito da janela, quase em
pêndulo, e ainda deu para eu ver
beirando a linha das telhas úmidas
a lua esconder–se envergonhada;
as estrelas, opacas, dependuradas
no final da linha do varal do céu...
o poema, cabisbaixo me acompanhara
e ao meu lado, próximo à janela; chorava...

 
Autor
ZeSilveiraDoBrasil
 
Texto
Data
Leituras
1503
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
38 pontos
10
6
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/06/2020 09:37  Atualizado: 11/06/2020 09:37
 Re: SÃO ÁGUAS APENAS...
Você pode tornar-se, apenas, seu próprio ser, se você pode florescer dentro de sua natureza intrínseca, só então poderá ter bem-aventurança – uma paz que não pode ser expressa em palavras, e uma certa poesia interior para o seu ser; uma certa dança para o seu ser, porque você estará em sintonia com a existência.


Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 11/06/2020 12:42  Atualizado: 11/06/2020 12:42
Usuário desde: 07/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 16075
 Re: SÃO ÁGUAS APENAS...
Era um poema pedindo para nascer e, nasceu. Destaco: "veio-me então uma sensação
estranha, de sentir as mãos sujas,
demoníacas, deformando versos...
e num vórtice sem fim vi a poesia
sendo arrastada, tragada,
violentada bem ao lado de mim..."

Destaco: "as estrelas, opacas, dependuradas
no final na linha do varal do céu..."

Obs: Meu caro Zé Silveira... Que momento mágico de inspiração! Confesso-te, do fundo do meu coração, que esse foi um dos textos mais sentidos e bem escrito que já li na vida! Com esse texto você não fica devendo nada aos "Grandes Universais". Obrigado por compartilhar! Obrigado mesmo.


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 12/06/2020 00:04  Atualizado: 12/06/2020 00:04
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 18165
 Re: SÃO ÁGUAS APENAS...

Belo e sentido! Parabéns!
Gostei da inspiração!
Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
Transversal
Publicado: 13/06/2020 18:43  Atualizado: 13/06/2020 18:43
Membro de honra
Usuário desde: 02/01/2011
Localidade: Lisboa (a bombordo do Rio Tejo)
Mensagens: 3755
 Re: SÃO ÁGUAS APENAS...
"são águas apenas" e como um título nos faz viajar, ir, como o teu texto amigoirmãocariocaZéSilveira".
"no final na linha do varal do céu...
o poema, cabisbaixo me acompanhara
e ao meu lado, próximo à janela; chorava..." e tem não a nostalgia, talvez a decepção, ou a critica:
"rabiscara no papel
algumas letras sem nexo, dispersas;
era o mesmo que num papel vazio,
...
uns restos
de palavras sujas soltas no ar,
valorada talvez aos que as usavam...
...
a lua esconder–se envergonhada;". A escrita tem disto, mas um site ter um Poeta, cantador, sambista como tu é um luxo.
Parabéns
Obrigado
Grande abraço amigoirmãoZéSilveiradoBrasil.


Enviado por Tópico
Dirose
Publicado: 06/09/2023 19:10  Atualizado: 06/09/2023 19:10
Membro de honra
Usuário desde: 02/08/2023
Localidade:
Mensagens: 111
 Re: SÃO ÁGUAS APENAS...
depois de eu comentar Os sonhos de Adelaide, um texto espetacular do poeta Gyl, firmei meu olhar para direita e notei esta única favorização na página dele. qual surpresa boa minha, é um poema da sua lavra, e meritoriamente, óbvio, belo o que todos teceram nos comentários. seu olhar poético é incrível.

Di