Poemas : 

OLHARES DESPIDOS

 
Open in new window

Leve…
Exponho-me a ti levemente
Sem nada que me encapote
Disfarce ou tape maldades,
No agora sou apenas eu…
O eu, que se encanta quando te lê,
Quando não estás sente saudades
Das letras em que te vê!
Suave…
Esvoaça-me o sentimento
Livre, solto pensamento
Que se aninha junto a ti!
Que faço eu para que me vejas,
Que me sintas…
Nesse suave em que te olho!
Ameno…
Toque suave, quase obsceno
Quando o teu olhar toca o meu,
Dançam no brilho das estrelas
Nessa claridade…
Dessa nascente encantada,
Onde nasce a tua alma,
E se deslumbra a minha!
Leve…
Tão leve quando te vejo!
F.Serra

 
Autor
F.Serra.Pintor
 
Texto
Data
Leituras
75
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
21 pontos
3
1
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Angeline
Publicado: 12/01/2017 07:40  Atualizado: 12/01/2017 07:40
Colaborador
Usuário desde: 07/01/2017
Localidade:
Mensagens: 548
 Re: OLHARES DESPIDOS
E agora Francisco?
Quero comentar mais esse maravilhoso poema,
e não encontro adjetivos, para poder faze-lo,
pois já empreguei quase todos em teus poemas
anteriores. Vou repetir-me então: apaixonado e
apaixonante teu "OLHARES DESPIDOS'!Parabéns!
Beijinho meu.
Angeline

Enviado por Tópico
Dream
Publicado: 12/01/2017 10:02  Atualizado: 12/01/2017 10:02
Super Participativo
Usuário desde: 20/03/2015
Localidade:
Mensagens: 112
 Re: OLHARES DESPIDOS
lindo