https://www.poetris.com/
 
Contos -> Minimalistas : 

O coração da cabana

 
O coração da cabana
 

Era uma busca insana dentro da nebrina, mas caminhava sem buscar paredes ou qualquer outro ponto de apoio. Existia uma umidade refrescante doada pelo silencio, mas os olhos ardiam cansados pelo peso da interrogação nas pálpebras. A busca era pelo centro... aquele interior onde o oco se alastra atras de respostas que darão um pouco d'água para o sol sitiar o espaço néveo. Revestindo-se de coragem, pousou uma das mãos na fronte para esganar as vozes que enfeitam o medo e outros inumeros entraves que provocam desistencias, só que a tênue luz, balançando no centro da cabana, insinuava vida mais forte caso a alavanca do conhecimento fosse alcançada - era ela que determinava o rompimento da represa onde ressonavam as concretudes das quimeras rabiscadas. Decidiu prosseguir, um pouco vacilante, percebendo que as vozes silenciavam quando a respiração suavizava, o que dava para ouvir o som dos pulsos da luz invadindo ruas da consciencia. A cada investida própria percebia a luminosidade avançando, pé ante pé, enquanto as sombras se esgueiravam tomando rumo desconhecido. Brevemente, a cortina fria se dissolviria e a meia face da verdade se mostraria.

 
Autor
LuAres
Autor
 
Texto
Data
Leituras
276
Favoritos
5
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
58 pontos
4
7
5
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Chou
Publicado: 13/02/2017 21:18  Atualizado: 13/02/2017 21:18
Colaborador
Usuário desde: 01/02/2017
Localidade:
Mensagens: 503
 Re: O coração da cabana
Meia verdade ou. Omissão da mesma?


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 14/02/2017 09:40  Atualizado: 14/02/2017 09:40
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29136
 Re: O coração da cabana
o pulsar da natureza que em si respondem os sentidos da vida