https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O prazer da criação #.#.#

 
 
.








O prazer da criação




Só um supremo onanista em seus múltiplos orgasmos,
Produziria infinitos multiversos e dimensões!...

A consciência, alterada pelo gozo, liberada,
Produzindo essa sonoplastia ininterrupta, cordas,
Sons materializando estrelas, sóis, planetas, gente...

Contumaz, Ele ama pela eternidade,
Nada obstante o homem negue,
Ainda que derrame lágrimas entre beijos e orações.

Comparemos:
Uma gota e um oceano, um abismo entre.
Mas, unidos, não serão o mesmo, Um,
A engolir todas as ridículas filosofias?

O amor esconde os fatos àquele que não ama?
Na verdade, cego é para todas as coisas,
Àquele que não sabe acelerar o vórtice cardíaco.

O amor mesmo, escancara, alardeia,
E é tanto que, tudo que está em cima,
Em réplica, está tudo cá, no mais ínfimo tomo.









Milton Filho... 07.03.17


 
Autor
Srimilton
Autor
 
Texto
Data
Leituras
266
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
2
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Chou
Publicado: 11/03/2017 00:22  Atualizado: 11/03/2017 00:22
Colaborador
Usuário desde: 01/02/2017
Localidade:
Mensagens: 504
 Re: O prazer da criação #.#.#
Extraordinário o que de você li aqui agora.