https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

CANOINHAS

 
Tags:  SONETOS 1997  
 
CANOINHAS

Tenho tentado ver mais semelhanças
Que diferenças cá entre as pessoas.
Tento já não julgar se más ou boas,
Tampouco como vão suas finanças.

Hoje busco a ilusão de quando crianças
Víamos folhas boiar feito canoas,
Onde de poças d'água amplas lagoas,
Aos olhos cheios de luzes e esperanças.

Por encanto, ser menor do que as saúvas,
Que embarcadas nas folhas têm viajado
Há horas, sem parar, de lado a lado.

E seguem à deriva até que as chuvas,
Já transbordando tudo em enxurrada,
Levem embora as folhas para estrada...

Betim – 30 03 1997


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
312
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.