https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Que eu seja para sempre tua!

 
Que eu seja para sempre tua,
Fazendo e desfazendo
Indo e vindo como as marés!

Que sejas tu meu colo
De mariposa louca
Onde possa arder esta lava
Que me consome alvoradas
E toda a nossa casa uma fogueira
Dessa paixão onde ouso morder
Tua boca
Em vez da poesia…

Seja eu tua mulher e tua menina,
Teu demónio e tua estrela cadente
Rebolando-me em teu corpo peregrino!

Seja eu mais que uma amante,
Amiga
Cumplicidade nas asas do condor…

E quando eu, candelabro em estilhaços
Entoar minha lúcida loucura,
Que venhas e me amparando me faças sorrir
Uma e outra vez
Rodopiando Amor comigo pelo chão do soalho
Pendurando-me flores nos cabelos
Até me despertares,
Porque eu sou a maré que ansiamos
E o tempo é a cópula
De nos possuirmos
Sem passado ou futuro.
--


© Célia Moura

© Célia Moura, a publicar “No Hálito de Afrodite"
 
Autor
CéliaMoura
 
Texto
Data
Leituras
204
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
1
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 20/05/2017 15:08  Atualizado: 20/05/2017 15:08
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29228
 Re: Que eu seja para sempre tua!
Mantos do amor que se pedem naquele lindos momentos de um belo desejos