https://www.poetris.com/
Poemas -> Amor : 

Pecados

 
Open in new window
Pecados


Um grito surdo em face à vida vivida
que embala na semente que a limita
e se contorce em um nada parasita
ao beber da sua seiva mal servida.

Este fetiche é uma forma de loucura
é a secura que paira no deserto
fazer da ternura o áspero concreto
ou estar perdida nesta desventura

Porque até as tuas folhas estão mortas
e com o gosto do fel em teu triste fim
neste jardim amargo que é o teu corpo
é um triste emaranhado de tristeza enfim

Então faça de conta que eu sou teu
como tua é a dor que tu carrega
o que era ontem, hoje envelheceu
Os pecados! Ora os pecados!

Mas quem não peca!!!!

Alexandre Montalvan


 
Autor
montalvan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
70
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.