https://www.poetris.com/
Poemas -> Tristeza : 

Afundar

 




Estou cada vez mais longe
do que eu sempre quis ter.
A cada passo que eu dou,
estou perto do que não vou ver.
Sigo uma dicotomia ingênua,
me desvio do caminho sempre.
Tenho uma personalidade tênue,
não me enxergo nessa gente.
Procuro frases para me guiar,
mas sinto que estou afogando.
Afogo-me, então, para voltar,
pois então estarei tentando.
Todos me estranham por aqui,
sombras envolvem meu corpo.
Saio, mas são sei por quê saí.
Provo, mas não sinto o gosto.
Estou perto de dormir hoje e
ouvir as sirenes em meu coração.
Fazer uma estátua à um só,
não tão só quanto a estátua.
Sigo a vida como uma canção
e já passei do refrão.
Me espelho em meu reflexo,
pois nada me dá mais razão.







Rafael Carneiro


 
Autor
Rafaelcarma
 
Texto
Data
Leituras
31
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
1
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 16/10/2017 12:01  Atualizado: 16/10/2017 12:01
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 27426
 Re: Afundar
Nunca devemos parar, temos que a vida continuar nos anseios do amor